"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama... Jesus te ama!!"

"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama...       Jesus te ama!!"

ATENÇÃO

OLÁ AMIGOS, MEU NOME É ANGELA, ESTE É UM TRABALHO INTERDENOMINACIONAL.
SOU EVANGELISTA E PROCURO CUMPRIR ESTA LINDA TAREFA DE LEVAR A PALAVRA DE DEUS ÀS PESSOAS, PARA HONRA E GLÓRIA DO NOME DO SENHOR JESUS.
ESTE BLOG SURGIU PELA SUGESTÃO DE UMA AMIGA, POIS, HAVIA ESCRITO UM LIVRO, E COMO NÃO TIVE A POSSIBILIDADE DE PUBLICÁ-LO, DEPOIS DE 5 ANOS GUARDADO, ELA ME SUGERIU EM 2010, COLOCÁ-LO EM UM BLOG.
FOI O QUE FIZ, O LIVRO É COMPOSTO DE CARTAS, AS QUAIS, IRÃO APARECER EMBAIXO NA TELA, POR SER UM BLOG E NÃO UM SITE.
PARA VISUALIZAR O LIVRO NA ÍNTEGRA, CLIQUE EM 2010.
ALÉM DAS CARTAS, POSTO O QUE EU ESCREVO OU DE OUTROS AUTORES, QUE LEIO E ACHO INTERESSANTE COMPARTILHAR.
QUE DEUS OS ABENÇOE MUITO!!!!!!!!
LEIA E COMPARTILHE!
GRAÇA E PAZ!
COM AMOR EM CRISTO JESUS,
ANGELA

Páginas

Arca de Noé... Arca da Aliança... JESUS ARCA DE AMOR!

Em Mt 24:12 está escrito: "E por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos". Se Deus é amor, e se o amor esfriar, o próprio Deus se esfriará nos corações. Que coisa terrível! Deus se esfriando em nossas vidas! Mas Ele disse de: "quase todos", ou seja haverá aqueles nos quais o amor, não se esfriará. Aleluia! Louvado seja Deus por isto. Então, este Blog, é uma tentativa de barrar este processo, não deixando que este amor se esfrie nunca. Pois, foi por amor que Ele morreu por mim e por ti. E nunca deixaremos de amá-Lo, nem aos Teus filhos. Amém

EXPLICAÇÃO DO TÍTULO

• No tempo do Antigo Testamento, o coração do homem se corrompeu de tal forma que Deus se arrependeu de tê-lo feito, pois este se tornou mau, olhando apenas o que os olhos podiam ver, esquecendo-se do que se passa no interior do ser humano, os sentimentos e virtudes.
E Deus achou em Noé um homem justo e o salvou e também a sua família ordenando-o a construir uma arca.

Chamada de
ARCA DE NOÉ.

• No tempo de Moisés, Deus ordenou que se fizesse uma caixa na qual estariam os Dez Mandamentos dentre outros itens, ela era de madeira de acácia revestida de ouro puro, ficava num lugar chamado Tabernáculo, dentro do Santo dos Santos e só os sacerdotes tinham acesso a ela, uma vez por ano, no Tabernáculo também se sacrificavam cordeiros, bodes, etc, pois, acreditavam que o sangue destes animais os purificava de pecados.

Esta arca se chamava, ARCA DA ALIANÇA.

• Mas, Aleluia! Deus enviou Seu Filho Unigênito para derramar Seu sangue para perdão dos pecados da humanidade inteira, “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, e de uma vez por todas, levou sobre Ele nossos pecados, não havendo mais necessidade de sacrifício de animais, e ao morrer, o véu que separava o Santo dos Santos do Tabernáculo, foi rasgado de alto a baixo, ou seja, isto significa, que o lugar em que se tinha acesso a Deus, uma vez por ano, e só o sacerdote poderia entrar, com o sacrifício de Jesus, todos os seres humanos, podem ter esse acesso à presença Dele, 24 horas por dia, o ano inteiro, como era desde o início da criação, quando o homem tinha plena comunhão e acesso a Deus. Ou seja, Jesus nos resgatou de volta ao nosso Criador. Restaura o coração corrompido pelo pecado e afastado de Deus, nos levando de volta a presença do Pai.

Onde a Arca da Aliança estivesse, aquele lugar era abençoado, pois, ela simbolizava a presença de Deus.
Com a morte e ressurreição de Jesus, ali em Pentecostes, o Espírito Santo foi derramado, sobre as pessoas, nos tornando esse templo (lugar de morada de Deus), e portanto, somos abençoados onde formos, pois, o Espírito Santo de Deus habita em nós.
" Deus nos amou de tal maneira que deu Seu filho Unigênito para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas, tenha vida eterna”. (Jo 3:16)
AMOU, foi por amor que Ele nos salvou, por isto, o título:
JESUS, ARCA DE AMOR!

****************************************************************
QUEM SOU EU
Meu nome é Angela, sou casada, tenho dois filhos, sou do estado de Minas Gerais, e, através de um chamado de Deus, trabalhei muitos anos, com pessoas com problemas diversos,
presidiários, etc.
Escrevendo cartas, com base evangelística para várias lugares do Brasil, hoje continuo escrevendo cartas específicas, para cada situação difícil do cotidiano das pessoas, dilemas com drogas, casamentos, depressão, enfermidades, perdas de entes queridos, etc.
Meu plano inicial, era publicar em um livro, as quase 300 páginas que eu havia escrito, mas, não foi possível, pelo alto custo.
Foi então, após estas cartas ficarem guardadas quase 5 anos, resolvi publica-las neste Blog.
O livro foi postado em 2010.
É só clicar lá.
Não recebo recursos financeiros por este trabalho, mas, creio que a recompensa vem do alto.
O que peço é a proteção para minha família, em especial meus filhos, marido...
São palavras, vindas do coração de Deus, pois, foi em lágrimas e lutas, que muitas delas escrevi.
Sou, apenas um instrumento nas mãos do Senhor, para levar a Palavra Dele.
Me formei em Administração (não exerço a profissão) e Teologia, além de estudar a Palavra de Deus, anos a fio, com lutas e provações.

Muitas coisas não coloco só como teoria, pois, várias senti na carne e no espírito, então foi experiência vivida, que Deus me permitiu passar, para ajudar quem estivesse passando pelos mesmos problemas.

O que procuro fazer, é ser fiel nas palavras que Deus coloca em meu coração, e faço o possível, para transmiti-las da forma mais coerente e eficaz possível.

Espero, que este Blog possa te ajudar a passar pelas lutas e dificuldades, possa também, levar a você a alegria e a paz que só Jesus pode dar e saber que por maior que seja a luta, você não está só, tem pessoas que (se você procurar uma igreja) te ajudarão em oração e o Senhor estará contigo para te livrar e te ajudar.

Deus lhe abençoe e saiba que você é muito amado por Deus.
Um grande abraço.
Com amor, em Cristo,
Angela.

Meu e-mail é: amserrap@yahoo.com.br
Dê sua sugestão, opinião, diga o que achou do Blog.
Para mim, é muito importante seu comentário.
Obrigada!







MENSAGENS DE EXORTAÇÃO

02 dezembro, 2015

VOLTE A SORRIR !

Olá amados irmãos e amigos,
que a paz verdadeira 
que só Jesus pode nos dar,
seja sempre realidade em nossas vidas
e na vida de todos que amamos.

Quero mais uma vez,
compartilhar da leitura de um livro,
desta vez, o nome do livro é:
“Volte a Sorrir!”, cujo autor é:
 Charles Swindoll.

Quero colocar abaixo trechos 
que achei muito preciosos.
Boa leitura, creio que será muito proveitosa:

“... as conquistas humanas resultam em 
recompensas terrenas,
as quais buscam cada vez mais conquistas,
que levam a recompensas ainda maiores.

Nada disso proporciona plena satisfação,
paz interior, verdadeira alegria 
ou felicidade duradoura.
Ao buscar conquistar mais e ganhar mais,
poucos quando muito, aprendem a sorrir mais.
Algo dentro de nós quer sempre mais.
Somos motivados a fazer mais quando
nossos esforços são notados e recompensados.

É por isso que são confeccionados  
incríveis troféus,
Medalhas, placas de funcionários do mês,
apreciamos reconhecimento.

O que isso provoca?
Leva-nos a fazer mais, para ganharmos
ainda mais reconhecimento,
conquistar ainda mais recompensas,
um pagamento melhor ou promoções.
Praticamente todos os meios têm seu prêmio
específico por conquistas de destaque.

Universidades dão bolsas de estudos,
empresas bônus;
a industria cinematográfica, o Oscar;
a fonográfica o Grammy, ...
o mundo esportivo possui um 
universo de honrarias.

Não há nada de errado com isso,
contando que você se lembre de que é um
sistema terreno que exalta a pessoa do mundo
recompensadas por conquistas terrenas.
É muito fácil esquecer-se que nenhuma dessas
conquistas dá a alguém aquilo 
que lhe falta por dentro,
por isso essas coisas não podem trazer
satisfação duradoura.
Mais importante ainda,
nada disso concede o favor divino.

Tudo nos leva de volta a uma pequena carta escrita
a um pequenino grupo de cristãos que vivia
na antiga cidade de Filipos.

Paulo, o autor da carta, sentia-se tão próximo a eles
que não tinha medo de ser honesto e permitir
que vissem o lado obscuro do passado dele.
Entretanto, antes de fazê-lo, o apóstolo destaca
o tema subjacente de sua carta,
lembrando-os de encontrar a alegria da vida.

“Resta irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor.
 Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas,
 e é segurança para vós.” (Fp 3:1)

Os filipenses deveriam ouvir mais uma vez
sobre a importância de serem 
pessoas de alegria abundante.
Ele chamou isso de coluna de segurança, 
e com toda razão.
Não somente as pressões da vida eram
suficientes para lhes roubar a alegria,
mas também havia os legalistas
(que, aparentemente, estão sempre presentes),
os “assassinos da graça” daqueles tempos.

Ninguém rouba as pessoas de sua alegria com
mais rapidez que os pobres legalistas.
A principal preocupação de 
Paulo era que seus amigos
filipenses continuassem a 
aproveitar a liberdade
em Cristo e não permitissem 
que nada nem ninguém
lhes tirassem o que tinham de melhor.
Paulo nunca se cansava de dizer isso a eles.

O apóstolo vai além e diz:
guardai-vos dos maus obreiros,
pois esses legalistas ensinavam às pessoas
que a salvação se dava pelas obras.

... Saulo de Tarso teve seu encontro
pessoal com Jesus Cristo.
Ainda na periferia da cidade de
Damasco, ele subitamente ficou cego
por uma intensa luz do céu,
 e foi silenciado por uma 
voz que deveria soar como
uma dúzia de Niágaras, dizendo:
Saulo, Saulo, por que me persegues?

Embora estivesse completamente cego,
naquela momento o fariseu visualizou,
pela primeira vez, a perfeita justiça.
Pela primeira vez na vida, 
Paulo foi humilhado.
Suas vestes de justiça agora 
eram como trapos de imundos.
 Todas as suas condecorações e todo o seu
reconhecimento passaram a ter o mesmo
valor que a madeira, o feno e restolhos.

 Um vislumbre da verdadeira justiça celeste
foi passado a vida toda no caminho errado,
viajando perigosamente em direção ao
destino errado, pelos motivos errados.

Agora podemos até apreciar a importância da
pequena palavra “mas” no meio da lista
de conquistas do apóstolo:
Mas o que para mim era ganho reputei-o
perda por Cristo.
E, na verdade, tenho também por perda
todas as coisas, 
pela excelência do conhecimento
de Cristo Jesus,meu Senhor;
pelo qual sofri a perda de todas as coisas
e as considero como esterco,
para que possa ganhar a Cristo 
e seja achado Nele,
não tendo a minha justiça que vem da lei,
mas a que vem pela fé em Cristo, a saber,
 a justiça que vem de Deus, pela fé” 
(Filipenses 3:7-9)

Mas! Naquela estrada, Deus veio com
a Sua voz de comando a Paulo, dizendo:
 Alto! Então, todos os referenciais 
de Paulo mudaram,
assim como toda a sua perspectiva, 
sua maneira de pensar e,
é claro, seu estilo de vida.

Ou seja, ele viu, pela primeira vez,
o quão completamente perdido estava.

Sua nova perspectiva substituiu 
velha fome por aplausos,
assim como a busca pela justiça dos homens.
Ele se sentiu falido, reduzido a pó.
E quanto a tudo o que havia 
conquistado e experimentado
o longo da sua vida?
Paulo considerou perda e esterco.

Tendo se vestido com o orgulho 
das próprias conquistas,
 o apóstolo agora estava nu e 
espiritualmente falido.
Antes, havia batido recordes 
ao ser avaliado por
homens e mulheres, mas agora 
percebeu o total fracasso
que fora ao ser avaliado pelo 
seu Mestre e Senhor.

Quando a justiça divina foi 
creditada em sua conta vazia,
e Paulo se vi revestido com 
a justiça de Cristo,
isso mudou tudo dentro dele e sobre ele.
Foi naquele momento que 
Paulo realmente começou a viver.

Foi ali que o apóstolo voltou  a sorrir!

É difícil acreditar que um líder 
durão e determinado como
Saulo de Tarso pudesse proferir 
palavras tão sensíveis.

O senso comum hoje em dia 
diz que as pessoas
precisam mudar de religião ou de igreja.
Isso não faz sentido.
Saulo não entrou para uma nova religião ou
meramente mudou de igreja 
depois de sua experiência
na estrada para Damasco,
mas foi completa e 
radicalmente convertido.”
(Charles Swindoll)

Sabe, irmãos, as circunstâncias, 
lutas diárias,
preocupações... roubam nossa 
alegria, nosso sorriso,
mas, este livro nos convida a 
voltar a sorrir, mesmo
em meio aos problemas, 
devemos encontrar a alegria
do alto, alegria de ser morada 
do Espírito Santo e ...
voltar a sorrir...

Que Deus os abençoe!!!!
Com amor, em Cristo,
Angela.





01 novembro, 2015

A ALEGRIA DO SENHOR É A NOSSA FORÇA

Olá amados amigos e irmãos em Cristo,
gostaria de meditar com os irmãos, 
sobre algo que envolve nosso cotidiano, 
nosso dia a dia, enfim, 
nossa vida de um modo geral.

Quando chegamos no fim do ano, 
cumprimentamos uns aos outros  
dizemos saúde e paz, mas, 
o que significa esta saúde e esta paz, 
quando estamos enfrentando lutas, 
perdas, dificuldades, reprovações...

É muito difícil nos alegrarmos nos 
momentos de dor, nos momentos 
onde tudo nos leva a tristeza.

Em Ne 8:10B diz: 
“... portanto, não vos entristeçais, 
pois a alegria do Senhor é a vossa força.

A alegria nos fortalece, enquanto a tristeza 
vai nos enfraquecendo e nos abatendo ainda mais,
e quando esta tristeza vai se interiorizando, 
vai criando raízes,a qual a Bíblia chama de raiz 
de amargura, a qual uma  vez 
instalada dentro de nós, brota e é 
muito difícil de ser arrancada.

“...nem haja em vós raiz de amargura, 
que brotando vos perturbe e, por meio dela, 
muitos sejam contaminados.”(Hb12:15B)

Mas, antes que isto aconteça, 
temos que vencer a tristeza antes que crie raízes 
e pior, brote e cresça dentro de nós.

Como fazer para que a raiva não se torne 
amargura e a amargura se enraíze e brote?

É fácil, é só seguir o que o Senhor nos instrui 
em Sua Palavra, alegrando-se no Senhor, 
sendo gratos a Ele mesmo em meio aos problemas.

O apóstolo Paulo, disse: 
Em tudo dai graças...” (2Ts 18A)
Não é fácil agradecer quando estamos passando 
lutas e dificuldades, enfermidades...
mas temos que saber que: 

“Todas as coisas cooperam para o bem daqueles 
que amam a Deus, 
aqueles que são chamados segundo o Teu propósito.” 
(Rm 8:28)

Saber que tudo vai cooperar para um aprendizado, 
para o nosso crescimento, para nos tornarmos 
mais sensíveis aos sofrimentos alheios, 
para produzir em nós, sentimentos de compaixão 
e misericórdia para com os outros, pois, 
quando sofremos na carne, sabemos mais tarde o 
que o outro está passando e podemos assim, ajudá-lo.

Infelizmente, nesta vida, nem tudo são flores, 
existem aqueles dias que parece que as lutas e 
problemas se avolumam, e que as pessoas, 
parecem, falam ou fazem coisas para nos chatear, 
é aí que, se não orarmos e vigiarmos, 
podemos deixar que a ira momentânea 
se enraíze e brote dentro de nós.

Em Ef.4:26, diz: 
Irai-vos e não pequeis, não se ponha o sol 
sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo.”

Ou seja, antes de anoitecer, já teremos 
que vencer a ira, ter perdoado e resolvido a situação 
dentro de nós, caso contrário, aquela ira se torna amargura.

O Apóstolo Paulo continua em Efésios 4: 29-32: 
Não saia de vossa boca nenhuma palavra torpe; 
e sim unicamente a que for voa para edificação 
conforme a necessidade, e , assim transmita 
graça aos que ouvem.
E não entristeçais o Espírito de Deus, 
no qual fostes selados para o dia da redenção.
Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira , 
e gritaria, e blasfêmia, e bem assim toda malícia.
Antes, sede uns para com os outros benignos, 
compassivos, perdoando-vos uns aos outros, 
como também Deus, em Cristo, vos perdoou.”

E outra parte preciosa ainda em Efésios, 
é quando o Apóstolo Paulo diz no Capítulo 5: 1-2:
Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; 
e andai em amor, como também Cristo nos amou e 
se entregou a sim mesmo por nós, como oferta e 
sacrifício a Deus, em aroma suave.”

Na carta do Apóstolo Tiago, 
ele diz que aquele que consegue frear a própria língua, 
é perfeito varão.
Volto a dizer, não é fácil ficar calado 
diante de uma ofensa, 
diante de algo, que nos parece injusto, 
mas, o melhor é entregar nas mãos de Deus, pois, 
é Ele quem nos advoga em todas as situações.

Em 1 João 2:1 diz,: 
Temos um advogado junto ao Pai, Jesus Cristo o justo”.

Quando nos alegramos, nos fortalecemo.
Estava lendo um livro chamado 
“Volte a Sorrir”, cujo autor é Charles Swindoll, 
tem uma parte no livro que ele conta, 
que ele fazia um programa em uma rádio 
nos Estados Unidos e que uma mulher ligou e disse, 
“... pastor não pare de rir, pois, 
ultimamente em minha casa, 
o único riso que tem entrado é o seu.”

É muito triste viver num ambiente triste 
e sem alegria, pois, 
a alegria do  Senhor é a nossa força.”
(Ne 8:10B)

Alegrai-vos com os que se alegram 
e chorai com os que choram” (Rm 12:15)

Também, não vamos sair por aí, rindo de tudo e de todos, 
pra tudo e para todos, pois, a Bíblia nos alerta a chorar 
com os que choram, se condoer com a dor alheia, 
é importante que respeitemos a dor do outro 
e ter compaixão pelo que o ele tem vivido e passado.
Se alegrar não é necessariamente ficar rindo o tempo todo, 
mas a alegria interior que brota da alma.
Não adianta mostrar os dentes, 
se nossos olhos não estão sorrindo junto com nossos lábios.

Bom queridos, irmão e amigos, que o 
Senhor Jesus lhe conceda alegria do alto, 
alegria verdadeira e duradoura, 
não uma alegria passageira que as drogas, o álcool... 
trazem, mas uma alegria permanente que só Jesus pode nos dar.

Pois o profeta Isaías, profetizou sobre o Senhor Jesus assim: 
“...enviou-Me a curar os quebrantados de coração, 
a proclamar a libertação aos cativos e a por em 
liberdades os algemados; 
... a consolar todos os que choram e a por sobre 
os que estão em Sião, uma coroa ao invés de cinzas, 
óleo de alegria ao invés de pranto, 
vestes de louvor, em vez de espírito angustiado...” 
(Is 61:1B-2B-3A)

Que o Senhor lhe dê esta alegria, 
que só Ele pode dar, 
que vem do Espírito Santo.
Graça e paz!
Com amor, em Cristo,
Angela.





01 outubro, 2015

CASAMENTO, GRANDE É ESTE MISTÉRIO (LIVRO)

Olá amados amigos e irmãos em Cristo!
Graça e paz!
Recebi a visita de uma amiga,
que me presenteou com um livro
do Pr. Jerônimo Onofre da Silveira,
de Belo Horizonte, cujo título é:
“Casamento, Grande é este Mistério”.
Ele fala palavras de exortação para o casamento.

Todos, nós casados e até os solteiros,
sabemos que manter um casamento, não é fácil,
cada um com sua personalidade,
problemas de vários aspectos que vão surgindo
ao longo da caminhada
e vamos superando com a graça de Deus,
pois, sem Ele é impossível, mas,
creio que com amor, tudo se resolve.

Eu mesma, este ano fiz 22 anos de casada, alguns anos foram a
“trancos e barrancos”, como se diz, mas,
vale a pena lutarmos pelo casamento,
ainda que exija de nós resignação, renúncias, perdão,
perseverança... acima de tudo, com o auxílio do Senhor,
tudo acabará bem.

Colocarei, abaixo, como de costume,
alguns trechos do livro do Pr. Jerônimo:

“Não desista do seu casamento!
Digno de honra entre todos, seja o matrimônio
(Hb 13:4)
O casamento é o maior mistério 
na vida de um homem e de uma mulher.
O casal passa toda a vida tentando descobrir o que fazer,
como agir, qual o caminho a seguir para que o casamento
possa atingir um nível de relacionamento aceitável, correto.
Mas, com o passar do tempo, o casal percebe que,
quanto mais passam os dias e os anos,
mais difícil fica o relacionamento entre eles.

Muitos maridos e esposas estão,
como aqueles lutadores de Box nocauteados,
sem forças para reagir, a ponto de jogarem a “toalha”,
pois não sabem  mais o que fazer.
O resultado desta frustração é imediato:
tristeza profunda, mau humor, revolta e decepção. 
É difícil para o marido ou a esposa admitirem:
“não combino com a pessoa que mais amo”.
Nenhum casamento está isento de crises.

Salomão, considerado o homem mais sábio do mundo,
fez uma declaração assustadora em Pv30:18-19:
“Há três coisas que são maravilhosas demais para
mim, sim, a quarta eu não entendo:
O caminho da águia no céu,
O caminho da cobra na penha,
O caminho do navio no meio do mar,
E o caminho do homem com uma mulher.”
Nem Salomão descobriu a solução!
1 – Conheço o caminho da águia no céu;
2 – Conheço o caminho da cobra na penha;
3 – Conheço o caminho do navio no meio do mar;
4 – Não conheço o caminho do homem com uma mulher;

... Não conheço o caminho do homem com uma mulher”.
Deus revelou ao apóstolo Paulo,
“um homem solteiro”, o mistério do casamento,
quando disse:
“Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e a Igreja”.
A insaciabilidade sentimental do homem e da mulher
só é curada após encontrarem seu cônjuge.

Quando o apóstolo Paulo, na carta aos Efésios,
termina de dar conselhos sobre o casamento,
ele diz: GRANDE É ESTE MISTÉRIO.
Ele desvenda este mistério quando diz:
 “... eu me refiro a Cristo e à Igreja”. (Ef 5:32)
É o relacionamento entre Cristo e a Igreja que
está a revelação do Mistério do Casamento.

Os três Mistérios do Relacionamento entre Cristo e a Igreja:
Primeiro Mistério: Graça: Favor não merecido
Segundo Mistério: Amor sacrificial
Terceiro Mistério: Submissão Incondicional

O casamento só terá sucesso se estiver alicerçado na
mesma visão do relacionamento
entre CRISTO e a IGREJA.
E, também, na mesma visão do relacionamento
entre a IGREJA  e CRISTO.

GRAÇA
Favor não merecido.
Poder para suportar fraquezas.
As fraquezas do marido e da esposa se tornam,
com o decorrer dos anos, espinho na carne um do outro.
Por causa das fraquezas do marido e da esposa,
o relacionamento conjugal se torna insuportável.
Pois, o marido não está preparado para conviver
com as fraquezas da esposa.
E ela, por sua vez, não está preparada para conviver
com as fraquezas do marido.

Graça é o poder que capacita o homem
a suportar fraquezas!
GRAÇA:
- Não exige perfeição;
- Nos ensina a lhe dar com imperfeição;
- Nos dá força para suportar fraquezas;
- Nos faz caminhar a segunda milha;
- Nos faz ser misericordiosos;
- Aperfeiçoa e sustenta os relacionamentos;
- Faz os relacionamentos se tornarem eternos;
- Produz amor capaz de cobrir transgressões;
- Produz longanimidade;
- Produz compreensão;
- Produz segunda chance;
- Produz perdão;
- Poder que une pessoas mediante imperfeição.
Porque, se pela ofensa de um morreram muitos,
muito mais pela graça de Deus, e o dom pela
graça de um só homem, Jesus Cristo,
abundou para com muitos.” (Rm 5:15)

Conselho definitivo
O conselho definitivo para qualquer marido ou esposa é:
mesmo que você tenha razões de sobra para separar-se,
não desista do seu casamento.

A GRAÇA, nos capacita a suportar fraquezas,
superar situações, vencer obstáculos,
dar novas chances, quantas vezes forem necessárias.
A graça é o alicerce do relacionamento do casal.
O marido não merece, mas a esposa está firme no propósito
de ficarem juntos;
a esposa não merece, mas o marido está firme
no propósito de manter o casamento até
que a morte os separe.

Assim, como Cristo não desiste da Igreja,
não desista do seu casamento!

Todas as vezes que o casal não estiver
suportando suas fraquezas, lembre-se,
da mesma maneira que Jesus não desiste de você,
apesar das suas fraquezas e imperfeições,
assim também, você também não deve desistir
do seu cônjuge, apesar de suas
fraquezas e imperfeições.

AMOR SACRIFICIAL
Vós, maridos, amei a vossas mulheres,
como também Cristo amou a Igreja e a si
mesmo se entregou por ela,
para que a santificasse, tendo-a purificado
por meio da lavagem de água pela palavra...
...Assim também, os maridos devem amar as
suas mulheres como a seus próprios corpos.
Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
Porque ninguém jamais odiou a sua própria carne...”
...Eis porque deixará o homem seu pai e sua mãe,
e si unirá a sua mulher; e se tornarão uma só carne.
Grande é este mistério, mas eu me refiro
a Cristo e à Igreja.
Não obstante vós, cada um assim, ame a sua
própria esposa como a si mesmo,
e a esposa respeite a seu marido”. (Ef 5:25-33)

O que é amor sacrificial?
Este é o grande mistério:
Como entendê-lo? Como praticá-lo?
Que poder é este que transforme assassinos
em homens puros;
mulheres até então prostitutas em
mulheres santas;
corruptos e ladrões em homens
honestos e cheios de dignidades?
O amor sacrificial é:
- É o exercício da paciência;
- É a prática da bondade;
- Libera do ciúme doentio;
- Libera da prepotência;
- Libera de atitudes inconvenientes;
- libera do egoísmo, deixar de ser amantes de si mesmos,
ou seja, preocupar-se com seus próprios interesses;
- libera de atitudes ásperas, não deixa o marido
maltratar a esposa, ser violento, nervoso, estopim curto;
- Não deixa gerar mágoa;
- Não permite que se alegre com o sofrimento do outro;
- Não permite se alegrar em praticar a injustiça.

Os frutos do espírito na visão do casamento:
- Amoroso, alegre, pacificador, longânimo, benigno,
bom, fiel, manso, controlado.

Obras da carne na vida do marido:
- Ira, facções (discórdia), dissenções (desavença),
partidos (contra a esposa), invejas (cobiçar o que é da esposa),
bebedices (vícios da embriagues), orgias (farras),
prostituições, impurezas, lascívias (sensual), idolatria,
feitiçarias, inimizades, contendas (disputas), ciúmes.

Porque a nossa luta não é contra carne e sangue,
é contra os principados e postestades, contra os
dominadores deste mundo tenebroso,
contra as forças espirituais do mal.” (Ef. 6:12)

Oito atitudes que  a esposa mais espera do seu marido:
- Ser amoroso
- Ser ouvida
- Bondade
- Fidelidade
- Proteção
- Cobertura espiritual
- Valorizada
- Intimidade sexual
Se vocês fizerem qualquer coisa que não condiz
com a prática do Amor Sacrificial,
peçam perdão e comecem tudo de novo, pois,
cada dia é um novo dia.”
A esposa incrédula é santificada no
convívio como marido crente” (1Co7:14)

Submissão Incondicional
Porque o marido incrédulo é santificado no
convívio com a esposa” (1Co7:14a)
“Mulheres sejam submissas aos vossos próprios maridos,
como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher,
como também Cristo é o cabeça da Igreja,
sendo este o mesmo Salvador do corpo.
Como, porém, a Igreja está sujeita a Cristo,
assim também as mulheres sejam em tudo,
submissas a seus maridos.” (Ef.5:22-24)

A comunhão do marido com Deus está totalmente
ligada à comunhão do marido com a esposa.

“...para que não sejam impedidas as vossas orações
(1Pe3:7)
Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas
a vossos maridos; para que também, se alguns deles não
obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo
procedimento de suas mulheres,
considerando a vossa vida casta.
O vosso adorno não seja o enfeite exterior...
mas seja do íntimo do coração,
no incorruptível traje de um espírito manso e tranquilo,
que és, para que permaneçam as coisas.
Porque assim se adornavam antigamente também
as santas mulheres que esperavam em Deus,
e estavam submissas a seus maridos...
...Igualmente vós, maridos,
vivei com elas com entendimento,
dando honra à sua mulher, como vaso mais frágil,
e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida,
para que não sejam impedidas as vossas orações” (1 Pe 3:1-7)

Mulher virtuosa, quem a achará?
Pois o seu valor muito excede ao de finas joias.
O coração do seu marido confia nela,
e não haverá falta de lucro.
Ela lhe faz bem e não mal,
todos os dias da sua vida...” (Pv 31:10-1

Não saia da cruz
Jesus foi desafiado a sair da cruz mediante provocações.
Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar-se” (Mt 27:42)
Jesus não aceitou provocações e permaneceu na cruz.
Ele não desceu da cruz para brigar com os homens.
Quem está na cruz não briga, não discute,
não compete com o inimigo, não faz o jogo das provocações,
não peca em cima do pecado do outro.

Em certos momentos do casamento, o marido 
ou a esposa deve ir para a cruz e não sair de lá.
Não deve aceitar o jogo das provocações.
Seja forte, não saia da cruz na hora dos atritos.
Se um dos cônjuges estiver provocando,
desrespeitando, desonrando o outro, este, vá para a cruz,
e não saia de lá, pois, assim a briga será evitada.

Não faça o jogo do diabo.
O inimigo quer que você saia da cruz e desça ao
mesmo nível de baixaria.
Lembrem-se sempre:
Jesus venceu as provocações permanecendo na cruz.

Evite disciplinar, corrigir, chamar atenção
na “flor”do problema.
Espere.
Acalme os ânimos.
Controle-se emocionalmente.
Deixe a ira passar.
Acredite, o Espírito Santo vai te orientar quanto
ao momento certo.

Quando o marido pratica o Amor Sacrificial
e a esposa a Submissão,
os dois criam resistência espiritual contra o diabo e assim,
eles não dão mais brecha para o inimigo atuar.
“...mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4:7)

O cordão de três dobras não se arrebenta com facilidade”. (Ec 4:12)
Casamento é cordão de três dobras.
Casamento não é a união de duas pessoas e sim de três pessoas:
O marido + a esposa + Jesus.
Os três juntos formam o cordão de três dobras que não se arrebenta.
O que fazer quando o marido “quebrar a ficha”
e não pratica o Amor Sacrificial?
O que fazer quando a esposa “quebra a ficha”,
não praticando a Submissão ?
Peça perdão – reconheça que errou.

Cada dia é um novo dia!
Reconheça seu erro diante de sua esposa
ou diante do seu marido, renove o voto em seu
coração e comece tudo de novo.

O marido carnal e a esposa carnal têm que morrer.
Quando isto acontece,
nasce o marido espiritual e a esposa espiritual.

Mas o Consolador, o Espírito Santo,
que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas,
e vos fará lembrar de tudo que vos tenho dito.”(João 14:26)

Quem convence a esposa a praticar a Submissão
no viver diário não é o marido, e sim, o Espírito Santo.”
                             
                             Pr. Jerônimo Onofre da Silveira

Sabemos que não é fácil,
colocarmos em prática estes ensinamentos,
principalmente para nós mulheres,
que em determinados dias no mês temos a
chamada TPM,
que leva certo hormônio a zero e isto causa
um transtorno biológico, que leva muitas mulheres
a ficarem irritadiças, choronas, carentes de atenção,
e muitos homens infelizmente, não entendem esta fase,
causando brigas terríveis.

Se todos os homens entendessem este lado da mulher,
muitos conflitos poderiam ser evitados.
Mas, com o auxílio do Espírito Santo tudo acabará bem,
pois, só Ele, pode nos ajudar, nos convencendo do pecado,
da justiça e do juízo.

Que Deus abençoe nosso lar,  casamento, filhos, projetos,
enfim, nos guarde em todas as áreas das nossas vidas.
Com carinho e amor, em Cristo.
Angela.






01 setembro, 2015

O QUE SERÁ DESTA GERAÇÃO?

Olá irmãos e amigos, que a graça e a paz do Senhor,
seja realidade em nossas vidas e na vida
das pessoas que amamos.

Outro dia estava sentada na recepção
esperando minha vez para fazer uma fisioterapia,
por causa de uma tendinite no pé esquerdo,
quando um senhor já idoso fez uma pergunta,
ele disse:

“Que vai ser desta geração,
que não larga o celular nem um minuto?”

Cada um que estava lá, comentou um episódio:
Uma disse que foi comer pizza com os amigos
e quando olhou, todos sem exceção,
estavam mexendo no celular e que ela,
se levantou e disse que iria embora para casa.

Outro senhor disse, que enquanto estava
em um restaurante, ficou observando durante
muito tempo, um casal,
disse que o tempo todo, cada um só
mexia no celular, viu que estavam noivos,
por causa da aliança na mão direita e
que ele quase se levantou de onde estava e disse:
 “Rapaz, largue este celular e dê um
abraço nesta linda moça!”.

Achei engraçado o comentário,
mas, infelizmente é uma triste realidade.
O fato é, que todos já percebemos,
como as pessoas ficam horas isoladas
mexendo no celular por até horas,
nossos filhos, amigos, cônjuges ...
e não só jovens, mas adultos e
até pessoas mais velhas.

Que será desta geração?
“Tudo muda o tempo todo no mundo”, 
já diz o poeta, mas, o certo é que Deus não muda,
é o mesmo, ontem, hoje e será para sempre
e a Bíblia nunca vai ser um livro antiquado,
pois, trata da essência do ser humano,
não me canso de dizer, repito:
há milhares de anos o ser humano amava, odiava,
casava, tinha filhos, roubava, matava...,
há cem anos atrás a mesma coisa,
hoje a mesma, semana que vem,
daqui a cem anos seremos os mesmos também,
com nossos defeitos e qualidades.
Ela é, e sempre será nosso manual
de instrução do Criador.

Dizem que no Japão, existem pessoas que
namoram um ser fictício, que não é de carne e osso,
é uma mera imagem na tela do celular.
Será que perderam o gosto por seres humanos,
ou será que se decepcionaram a esse ponto?

O fato é, que temos as mesmas carências e mesmos
sentimentos, anseios... que, os que viveram cem, mil ...
anos antes de nós.
Agora não sei, o que este diálogo virtual pode causar
no ser humano, o que pode trazer de prejudicial,
negativo.

Até tem o lado positivo, pois, por exemplo,
nas redes sociais vemos pessoas, parentes e
amigos que não víamos há anos, assim,
temos notícias delas, saber que já têm filhos,
que já são avós, se casaram, etc.

Sem contar também, o lado negativo,
que vários casais se separam por causa também,
das redes sociais.

Fico imaginando as gerações dos nossos pais,
na infância, os nossos avós, ouviam o som do silêncio,
sem tantos automóveis, televisão, internet...

Com certeza, ouviam mais o canto dos pássaros,
dos grilos, sapos...
Observavam mais as borboletas, as águas dos rios...
o céu,o mar, as estrelas...

Era olho no olho.
Pelo tom de  voz, se sabia se a pessoas 
estava bem ou não.
Pelo whatsapp não dá para saber,
pois, a pessoa pode dizer que está tudo bem,
mas, na verdade não está.

Sei que tem o lado positivo, claro,
mas, não podemos nos esquecer que nada
paga estarmos juntos com quem amamos,
de corpo e alma.

Não troque momentos de estar junto,
por uma tela de celular.
Outro dia li assim:
“Se você tirar os olhos da tela do celular,
e olhar para cima, verá as árvores, os pássaros...”

Tanta coisa linda que nosso Deus criou para nós,
que passam despercebidos,
por causa da nossa correria do dia a dia,
nossa falta de tempo  em contemplar
o que Ele fez por nós e para nós.

Leia sim, acesse sim, a internet, o wathsapp mas,
não se esqueça da atenção aos que
te ama e que você ama.

Os vídeos da internet, os joguinhos...
Sempre vão estar lá, mas,
talvez  esta pessoa que está ao teu lado,
não esteja sempre.

Pessoas são preciosas em nossas vidas,
amigos, filhos, pai, mãe, namorada,
esposa, esposo...

"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, 
invocai-O enquanto está perto."

Oro para que Deus tenha misericórdia
de nós, que as vezes O trocamos, também, 
por futilidades.

Que Deus nos abençoe!
Com carinho,
Angela.



01 agosto, 2015

DECLARAÇÃO DE AMOR AO CRIADOR

Amados irmãos e amigos,
graça e paz!
Escrevi este poema, como uma declaração de amor,
ao meu Senhor, como uma forma de engrandecê-Lo e
agradecê-Lo, por tudo que Ele fez e é, na minha vida.

E mostrar, que por mais que nos esforcemos por
conhecê-Lo, mais vemos quão Grandiosos Ele é.
Não tem palavras para decifrá-Lo.

Ele é o “Grande Eu Sou”, a nossa “Estrela da Manhã”, “Criador”,
o “Deus Provedor”, “Jiré”, o que nos cura, o “Rafáh”, o “Shalom”,
que nos dá a paz, a “Nossa Justiça”, “Jesus nosso salvador”,
“Leão da Tribo de Judá”, “Raiz de Davi”, “Rosa de Sarom”...

Seja o Nome que Ele tem, enfim,
é  nosso Criador que fez o céu, a terra o mar e
tudo que neles há, Deus invisível, mas, real.

Deus o abençoe nesta leitura
e que o Senhor fale ao seu coração.
Eis o poema que fiz para Ele,
o “Amado das nossas almas”:

Como o vento, que balança a folha da árvore,
e eu não posso ver,
assim é a Tua presença, Senhor, em meu ser.

Como o ar que entra em meus pulmões
e eu não posso ver,
assim é a Tua presença em meu ser.

Fôlego de vida Tu me trás.
Não posso ignorar,
Tua obra é grande demais.

Extasiada fico, só em pensar,
quando desta vida partir
e Contigo, enfim, encontrar!

Te amo, oh Deus Criador!
Que com eterno amor me amou,
me fez e me formou.
Desde o ventre de minha mãe me abençoou.

Grata sou meu Jesus, meu Rei.
Grata sou por Teu cuidado comigo.
Por ser incondicionalmente meu amigo.

Obrigada por me perdoar, mesmo quando erro.
Mesmo quando eu não faço o que é certo,
Mesmo quando eu não mereço.

Tua grandiosidade que desfaz,
meu sentimento ilhado, aprisionado...
E me faz voar como um pássaro... livre!

Por ter conseguido pisar no meu orgulho
e ao irmão que me feriu,
eu, por Tua graça tê-lo perdoado.

Sentimentos livres libertados,
pelo sopro do Teu Espírito,
que me leva além do que eu
ousei imaginar!

Deus do impossível, invisível
e mais real que oxigênio que não posso ver,
e que sem ele, não posso viver.

Deus de eterno e profundo amor,
Deus que nos mostrou onde mora a verdade,
que enviou a Verdade para nos libertar.

No mostrou o Caminho para passar
e a Vida verdadeira para nós,
mostrou Tua luz,
em Teu Filho, nosso amado, Senhor Jesus.

Que na cruz morreu e de braços
abertos permaneceu, para nos abraçar.
E com Seu abraço toda dor tirar,
nos acalentar!

Que mais dizer, meu Senhor?
Que com amor eterno me amou,
dando-me chance de recomeçar
e um Caminho novo, me mostrou.

Só tenho que Lhe agradecer,
pois, do poço me tirou,
me limpou, libertou e abençoou.
E tudo, sei, farei para o Teu louvor.

Sim, aqui estou, quero mostrar e contar
o que Tu fizeste por mim
a quem eu encontrar.

E sei sim, que também fará
na vida do meu irmão, se, com
 emoção e sinceridade de arrepender,
sair do caminho mau, a Ti se converter.

Sei sim, que o Senhor o perdoará
e concederá salvação.
Novo recomeço, nova direção.

Meu irmão conhecerá o autor da vida.
Conhecerá a paz que alivia,
o amor que aquece a alma,
o perdão que liberta.

E como um dia eu O conheci,
também meu irmão saberá o quão
grandioso Tu és, sua alma verá e
saberá que Ele dá a chance de recomeçar.

Que para se libertar dos vícios há solução.
Que só Deus pode o livrar e o libertar da
opressão, solidão, depressão...

Conhecerá o autor e consumador da vida.
Aquele que tem poder para fazer tudo novo,
de novo, Caminho novo pra passar.

Como uma argila, que ia ser um lindo vaso,
e que se desmanchou, daquele mesmo barro,
Ele faz um novo vaso, não nos joga fora,
não é preciso morrer fisicamente e viver de novo.

Mas, sim, morrer o velho homem interior,
cheio de pecado e dor,
pois, o perdão do Senhor chegou!
Nascer um homem renovado pelo Amor.

Te amo, Pai de amor, bondade e misericórdia,
faça sempre de mim um instrumento em Suas mãos,
para ajudar meus irmãos.

Com amor, em Cristo,

Angela 

01 julho, 2015

QUANDO VEM AS OPOSIÇÕES

Amados irmãos, graça e paz!
Como sempre faço, quando leio algo interessante, 
compartilho com vocês.
Li um livro do Pr. Silas Malafaia e digitei 
alguns trechos para nossa meditação.
O nome do livro é: 
Quer ser vitorioso? Prepare-se para a oposição”.

Diz assim, então:
“Quem não deseja ser vitorioso e bem-sucedido?
Podemos dizer que, pela própria natureza humana,
sempre estamos em busca de realizações, de vitórias.
Está na essência do ser humano almejar
o crescimento, o sucesso.

É certo que uns ambicionam mais do que os outro
No entanto, no íntimo, todos têm algum desejo ou sonho.
Mas, para alcançarmos vitórias, é necessário
enfrentarmos obstáculos, inimigos e opositores.

 Além disso, como cristãos, não podemos buscar
apenas conquistas materiais.
Precisamos estar atentos para não deixarmos
de buscar bênçãos espirituais.

Não adiantará ter as riquezas desta terra
e ser falido espiritualmente!
Não se deixe enganar!
As vitórias espirituais são mais importantes
do que as materiais, pois nos levam a
conhecer Deus e a ter mais intimidade com Ele,
a ser mais comprometidos com o Senhor e o Seu Reino.

Todos nós enfrentamos oposições, não tem jeito.Uns mais, outros menos
Mas não há quem não enfrente impedimentos
antes de conquistar a vitória.
Quando você começar a restaurar o que está destruído,
quando os seus sonhos e objetivos estiverem prestes a
serem alcançados, prepare-se para a oposição.

Muitos opositores têm se levantado contra a sua vida?
Mantenha-se firme na presença do Senhor.
Ele está no controle da situação, indo adiante de você.
O seu objetivo está dentro da vontade de Deus?
Foi o Todo-poderoso quem o mandou realizar esta tarefa?

Então, você não tem motivos para temer.
ão dê ouvidos aos críticos.
Antes, apresente a sua causa a Deus.
Entregue seus adversários nas mãos do Senhor e
peça a Ele que aja com justiça.

Vigie, seja prudente e prossiga em seu projeto,
tomando todas as medidas necessárias para completa-lo.
Se você está endividado, desempregado, cheio de problemas,
ninguém aparece para lhe estender a mão.

Mas, no momento em você começa a restaurar a sua vida,
na hora em que as coisas boas surgem,
proporcionando-lhe satisfação,
imediatamente manifestam-se os inimigos para
zombar e menosprezar suas ideias, seus objetivos.

Você precisa estar preparado para isso!
Se deseja ser vitorioso, é necessário preparar-se
para a oposição e reagir positivamente.
Peça a Deus discernimento e tenha muito cuidado...

Olhe para Aquele que conduz a sua vida.
Somente Ele tem o poder de impedir ou de fazer
prosperar os seus projetos.
Medite no que está em Isaías 43.13:

Ainda antes que houvesse dia, Eu sou; 
e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos;
operando Eu, quem impedirá?” 

É comum o inimigo insultar os servos de Deus.
Não perca tempo discutindo com os seus opositores.
Na maioria das vezes, os comentários poderão ser
uma sucessão de calúnia
Fique atento às críticas sutis, por meio de “brincadeirinhas”
e caçoando que visam desanimá-lo ou expô-lo publicamente.

Os escarnecedores costumam fazer comentários negativos e
insinuações maliciosas para desvalorizar quem invejam.
Se você pensa em responder a todas as calúnias que
dizem a seu respeito, sinto muito, mas não conseguirá viver.
Não dê atenção ao que falam de você.

É uma tentativa de neutralizá-lo.
Nenhuma calúnia e difamação devem pará-lo;
pelo contrário, devem motivá-lo a seguir em frente.
Antes de pensar em dar uma resposta,
olhe para a vida de quem está falando de você.

Só caluniam (jogam pedras) “árvores” que dão frutos.
O que me preocupa não é a calúnia.
Não sou o primeiro nem serei o último a ser caluniado.

Caluniaram José.
Difamaram Jesus, que não tinha pecado.
Fizeram falsas acusações ao apóstolo Paulo.
O povo se rebelou contra Moisés,
o maior profeta da Bíblia segundo o próprio Deus.

Mas, no ‘boom’ dos veículos de comunicação,
incluindo a internet, o ser humano está sendo
condicionado à “escravidão mental”.
Nunca na história o homem foi tão manipulado.
E os maquiavélicos se utilizam disso para tirar proveito.

Por sito, é importante não se deixar levar por boatos,
fofocas e matérias encomendadas
na mídia para vis propósitos.
Você tem a mente de Cristo?
Use-a! Deus está ao seu lado,
irá colocá-lo em lugares altos.

As coisas que as pessoas dizem podem até chatear-nos,
mas não podem jamais nos ferir, a menos que as
deixarmos penetrar em nosso coração e contaminar-nos.
O melhor a fazer, é orar e entregar tudo nas mãos do Senhor
e, então, voltar ao trabalho.

Lembre-se que a batalha do cristão não é contra
a carne e o sangue, mas contra satanás e suas hostes demoníacas,
que usam as pessoas para nos destruir.
Se desejamos vencer a guerra devemos usar o equipamento
espiritual que Deus nos forneceu.

A armadura do cristão é composta de poderosas armas espirituais:
a verdade, a justiça, a paz, a fé, a salvação, a Palavra de Deus,
oração e súplica, a vigilância, a perseverança.
Atente para a exortação de Paulo, e seja vitorioso por Cristo Jesus!

No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no
Senhor e na força do Seu poder.
Revesti-vos de toda a armadura de Deus,
para que possais estar firmes contra as astutas
ciladas do diabo;
porque não temos que lutar contra carne e sangue,
mas, sim contra os principados, contra as potestades,
contra os príncipes das trevas deste século,
contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
Portanto, tomai toda a armadura de Deus,
para que possais resistir no dia mau e,
havendo feito tudo, ficar firmes.
Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos
com a verdade, e vestida a couraça da justiça,
e calçados os pés na preparação do evangelho da paz;
tomando sobretudo o escudo da fé,
com o qual podereis apagar todos os dardos
inflamados do maligno.
Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito,
que á a Palavra de Deus, orando em todo o tempo com toda
oração e suplica no Espírito e vigiando nisso com toda
perseverança e suplica por todos os santos.” (Efésios 6:10-18)

Quando o medo domina uma pessoa,
neutraliza todo o seu potencial,
impedindo que ela e seus planos prosperem.
O medo e a fé não podem conviver no mesmo coração.
Quem pensa “não sou capaz” deixa de olhar para o Senhor
e só consegue enxergar os problemas.
Se formos obedientes a Deus, não precisamos temer
os ataques do inimigo.

Quem sabe há alguém querendo parar o seu projeto,
que está sob a direção do Senhor e é um
sonho de Deus para a sua vida,
infundindo o medo em seu coração.
Não permita!

Preste atenção à declaração do salmista:
O Senhor é a minha luz e a minha salvação;
de quem terei temor?
O Senhor é o meu refúgio; de quem terei medo?
(Salmo 27:1)

Quando enfrentar uma situação ou um inimigo terrível,
lembre-se da grandeza de Deus.
Se atentar apenas para as circunstâncias e não crer
que Deus vai agir em meio aos problemas para lhe dar vitória...

Não menospreze o sonho do seu próximo.
Deixe o outro sonhar.
Aprenda a valorizar os seus objetivos e os do outro também.
Seja benção na vida dos que o cercam.
Priorize os seus sonhos, projetos e ideais.

Qual o seu projeto? O seu sonho? O seu objetivo?
Não é possível um cristão não ter ideais para a sua vida
material e espiritual.

Busque projetos para realizar.
Peça ao Senhor que lhe dê a direção.
Pergunte a Ele o que deseja que você realize para o Reino,
para a sua família, em seu trabalho.

Estabeleça prioridades certas para a sua vida.
Para ter discernimento e visão espiritual,
não preciso ser formado em teologia nem em qualquer
outra área; basta ser um verdadeiro cristão.

Aliás, não adianta a pessoa ter um grande conhecimento
secular e não ter a mente de Cristo.
É o Espírito de Deus habitando no cristão que lhe permite
ter visão espiritual e discernimento para ver,
entender e interpretar as coisas espirituais
melhor do que qualquer doutor.

O Senhor conhece a sua vida, a sua caminhada.
Ele vê quem são os seus inimigos, as suas adversidades.
Coloque a sua causa aos pés do Todo-poderoso,
e prossiga rumo à realização dos seus projetos.

Quando Deus nos usa para alguma grande obra,
é natural que passemos por algum tipo de dificuldade.
Muitos cristãos, neste momento, são tomados pelo desânimo
e pensam em desistir.
Outros simplesmente se acomodam.

Dizem:
“Já trabalhei bastante, está na hora de descansar um pouco.
Orarei para que Deus fale a outra pessoa para continuar
a Sua obra”.

Não siga o exemplo dessas pessoas.
Continue sua caminhada, sabendo que,
se Deus o escolheu para dar início a uma grande obra,
Ele continuará usando você para completa-la.
Deixe o Senhor usá-lo para ganhar
toda sua família para Cristo,
permaneça firme até que a obra seja completada.

Se Deus deseja usá-lo para abençoar seus vizinhos
e fazer a diferença em seu bairro ou na empresa
onde você trabalha, submeta-se à vontade do Senhor
e não abra mão deste propósito.

Tribute a Deus as vitórias da sua vida.
A soberba é algo que o Senhor não tolera.
Tudo que você é, faz e tem é por permissão de Deus.
A glória, a honra e a adoração e a adoração sejam dadas a Ele!
Se não fosse o Senhor, todos estaríamos mortos e
sem expectativa de vida.

É o Senhor quem nos tem sustentado.
Não se esqueça também!
Seja grato a Deus e tribute a Ele toda a glória,
pois tudo que temos na verdade, vem do Senhor e pertence a Ele!

Mesmo que você sofra alguma derrota ou
tenha de passar algum momento de perda, não pare de lutar.
Não permita que as adversidades tirem a sua motivação ou
levantem barreiras em sua caminhada cristã.

De vez em quando, perdemos algumas batalhas,
mas perder uma batalha não é perder a guerra.
Lembre-se de que a derrota momentânea nos
ensina novas lições que nos possibilitam vencer
outras batalhas que sobrevirão.

Ore ao Criador:
“Senhor, eis-me aqui em Tua presença,
para bendizer o Teu Nome e reconhecer a
Tua soberania sobre a minha vida.
Perdoa os meus pecados por palavras,
ações e pensamentos e ajuda-me a ser
uma pessoa melhor a cada dia.
Tenho enfrentado lutas, opositores, adversidades,
mas creio que Tu estás ao meu lado.
Pai, fortalece os meus passos nos Teus caminhos
e ajuda-me a olhar para além das lutas.
Fecha os meus ouvidos para toda calúnia e
difamação a meu respeito.
Entrego em Tuas mãos aqueles que desejam
desviar a minha atenção da bênção que tem
preparado para mim, com intuito de paralisar-me.
E, em Nome de Teu Filho amado, Jesus Cristo,
agradeço por todas as vitorias que o
Senhor tem reservado para mim.
Amém!”
                                        (Pr. Silas Malafaia)

 Espero que tenham sido edificados com estas
meditações.
Fiquem firmes no Senhor,
ainda que venham as adversidades,
lembrem-se que tudo passa.
Deus lhes abençoe!

Com amor,
em Cristo,
Angela.

01 junho, 2015

DESCANSANDO NO SENHOR

Descansar no Senhor não é fácil,
exige de nós uma entrega,
saber que Ele e somente Ele,
sabe o que é melhor para nós
e por quem oramos.

Descansar é entregar tudo ao Senhorio Dele.
Nas mãos Daquele que é Oniciente,
Onipresente e Onipotente.

Na oração do Pai Nosso, 
o Senhor Jesus nos diz:
... faça-se a Sua vontade assim,
na Terra como no céu;” (Mt 6:10B)

Saber que Ele vê o ontem, o hoje e
também o amanhã e que sabe o 
que é melhor para nós,
em todas as situações da nossa vida, 
nossas decisões.

Não é fácil esta entrega.
Entregar é deixar que a vontade 
soberana de Deus, seja feita.
Mas muitas vezes, queremos algo 
e no nosso entendimento,
temos a certeza que o melhor é o
que temos em mente,
mas, Deus vê o amanhã.

Talvez a nossa vontade, 
não seja a melhor,
assim a vontade Dele é 
a melhor e não a nossa.
Geralmente escolhas, 
não são fáceis de fazer.

Há algumas, que podemos 
nos pautar pela Palavra,
como por exemplo, 
devo ou não perdoar?
A decisão a gente já sabe qual é, pois,
a Palavra de Deus 
manda que perdoemos,
então, é só fazermos 
a vontade de Deus.

Amar ou odiar?
Também temos a resposta 
na Bíblia, pois, Ele nos ordenou 
que amássemos uns aos outros.
Há, porém, escolhas que perdemos até noites
de sono sem saber o que fazer.
É nesta hora, que devemos 
orar e entregar tudo nas mãos Daquele 
que vê o amanhã e sabe as consequências 
que teremos, se fizermos uma escolha errada.
  
Há escolhas que decidem o nosso futuro,
portando não sabemos o que é melhor para nós,
em determinadas situações, por isto,
o melhor a se fazer é entregar 
tudo nas mãos de Deus.

Abrir mão da nossa própria vontade,
para fazer a vontade de Deus,
por exemplo, talvez temos 
um desejo de vingança,
mas a vontade Dele é que perdoemos,
o que fazer a nossa 
vontade ou a de Deus?
A decisão de fazer a vontade de Deus,
as vezes não é fácil,
como perdoar não é fácil,
é pelo poder de Deus, 
que nos capacita a perdoar.

Quando nos lembramos,
que Ele nos perdoou e que também,
temos que perdoar e que não temos
o direito de julgar o ato 
falho do nosso irmão.
Que também éramos indignos e
Ele escolheu nos perdoar,
fica mais fácil liberarmos 
esse perdão ao nosso irmão.

Como disse, o melhor 
é entregarmos tudo,
nas mãos de Deus e descansarmos 
em Tua presença.

Tem umas canções que dizem assim:
“Em Tua presença sou fortalecido,
em Tua presença Senhor meu Deus,
em Tua presença é onde eu quero estar...”

Para se estar na presença de Deus,
é preciso fazer a Sua vontade.
É aconchegante estarmos 
na presença de Deus,
é lugar de descanso para a nossa alma,
nos sentimos acolhidos e nunca 
sozinhos nem desamparados,
mesmo em meio as adversidades.

Façamos então, uma oração, pedindo ao
Senhor Jesus que os ajude a entregar-Lhe
todas as preocupações e 
nos ajudar a descansar Nele:

Senhor Jesus, sei que Tu és 
o Médico dos médicos,
Senhor dos senhores e Rei 
dos reis e que em Ti,
podemos confiar.
Nesta hora, coloco 
todos os meus problemas
em Tuas mãos, peço 
o Teu direcionamento,
pois, Tu que vês o 
que não posso ver,
possas me direcionar 
a fazer escolhas corretas,
para honra e glória 
do Seu santo Nome
e que Tua vontade seja feita. 
Amém.

Abaixo selecionei alguns versículos,
que falam sobre descansarmos nos Senhor:
“Descansa no Senhor e espera Nele”. Sl 37:7
Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo,
à sombra do Onipotente descansará.” Sl 91:1
A minha presença irá contigo e
Eu te darei descanso.” Ex33:14
Leva-me para junto das águas de descanso,
refrigera a minha alma. Sl 23:2B
Assim diz o Senhor: Ponde-vos a caminho;
andai por ele e achareis descanso
para a vossa alma;” Jr 6:16A
Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim,
porque Sou manso e humilde de coração e
achareis descanso para a vossa alma.” Mt 11:29
Esforcemo-nos, pois, para entrarmos
 naquele descanso...” Hb 4:11A

Que Deus o abençoe!
E que verdadeiramente, 
entendamos e consigamos,
descansar no Senhor e Lhe entregar
todos os nossos fardos,
em Nome de Nosso Senhor 
e Salvador Jesus Cristo.
Amém.
Graça e paz!
Com amor em Cristo,
Angela.




03 maio, 2015

Parte III - DEUS PODEROSO


Olá, amados irmãos e irmãs, com disse,
colocarei aqui, a terceira e última parte do livro
“As Teses de Satanás” de Hernandez Dias Lopes
e a conclusão.
Jó é para nós um exemplo de força e fidelidade a Deus,
que mesmo passando por adversidades,
confiou em Deus, não blasfemando em nenhum
momento contra o Criador.

Depois de perder os bens e os filhos,
veja o que o inimigo das nossas almas,
quer tirar de Jó com o intuito de vê-lo
blasfemar contra Deus:
Que o Senhor Jesus lhe abençoe
nesta leitura e que ela fale ao seu coração.
Com amor, em Cristo,
Angela.

 “Jó não servia a Deus por aquilo que recebia Dele,
mas, por quem é Deus.
O Caráter de Deus e não os dons de Deus,
eram o fundamento de sua adoração.
Satanás contra-ataca lançando seu torpedo mortífero.
Eis o registro bíblico:
Então satanás respondeu ao Senhor:
Pele por pele!
Tudo quanto um homem tem ele dará por sua vida.
Estende a mão agora e toca-lhe nos ossos e na carne,
e ele blasfemará contra Ti na sua face. (Jó 2: 4-5)

 A terceira tese de satanás,
é que ninguém ama mais a Deus do que a si mesmo.
O amor-próprio é um sentimento
inato e uma defesa natural.
Protegemo-nos instantaneamente,
naturalmente, constantemente.
Tocar na pele, nos ossos e na carne é a forma
mais profunda de atingir alguém.
Satanás está propagando que na dor, no sofrimento,
os valores do homem mudam.

 Deus então, sem que Jó soubesse,
o constitui mais uma vez seu advogado e
abre caminho para que satanás toque em sua pele,
eus ossos, sua carne.
Então o Senhor disse a Satanás:
Ele está sob teu poder; somente lhe poupe a vida (Jó 2:6)
Satanás é um ser limitado.
Ele só pode ir até onde Deus permite que vá.
Nem um centímetro a mais.
Muitos exageram na questão da batalha espiritual,
ao defenderam uma visão maniqueísta,
colocam satanás como um deus caído e
não como um anjo caído.
Satanás é uma criatura.
Não tem atributos da divindade.
Satanás é limitado quanto ao tempo,
ao poder e ao território de sua ação.

Apesar disso, não podemos ignorar seus desígnios.
Satanás é descrito nas Escrituras como opositor e acusador.
Ele é o deus deste século, o príncipe das potestades do ar,
o pai da mentira.
Satanás é ladrão e assassino.
Ele é tentador e destruidor.
Ele veio para roubar, matar e destruir.

Nossa luta é contra esses principados,
potestades, dominadores deste mundo
tenebroso e forças espirituais do mal.
Diz o texto Bíblico:
Satanás saiu da presença do Senhor e feriu
Jó com feridas malignas,
da sola dos pés até o alto da cabeça (Jó 2:7) .

Satanás é um ser mórbido.
Seu desejo é ver as pessoas sofrerem.
Sua missão é causar dor.
Ele colocou uma enfermidade assaz dolorosa em Jó. 
Tumores malignos cobriram todo o
corpo do enlutado patriarca.
O corpo de Jó é surrado pela doença.
A dor cruel lateja em todo o seu corpo
sem pausa nem descanso.
Jó não consegue comer, apenas chorar.
Sua mulher num ato de revolta e desespero,
em sintonia com a tese de satanás,
sugere ao marido amaldiçoar a Deus e morrer.

Então sua mulher disse:
Tu ainda te manténs integro?
Amaldiçoa a Deus e morre. (Jó 2:9)
Muitos blasfemam contra Deus na dor.
Outros se revoltam e erguem os
punhos contra os céus.
Não poucos os que se afastam de Deus,
decepcionados e amargurados.
O mesmo sol que amolece a cera endurece o barro.
O mesmo sofrimento  que produz
quebrantamento numa pessoa,
produz endurecimento noutra. 

Jó o alvo do ataque mais violento,
está resignado; sua mulher, ao seu lado está revoltada.
Jó está quebrantado; sua mulher está endurecida.
No torvelinho da dor, no epicentro da tempestade,
Jó responde à sua mulher:
Tu falas como uma louca.
Por acaso não recebemos de Deus apenas o bem
e não também a desgraça?
Em tudo isso Jó não pecou com os lábios. (Jó 2:10)
Estava derrubada a terceira tese de satanás.
Jó provou amar mais a Deus do que a si mesmo.
Deixou patente que amava mais a
Deus do que à própria pele.
Jó não servia-Lhe pelo Seu caráter.
Deus é melhor do que as dádivas Dele.

Nada escapa ao controle divino.
Ele está assentado na sala de comando do Universo,
e nada foge de seu controle.
Nem um fio de cabelo de nossa cabeça
pode ser tocado sem que Ele permita.
Ninguém pode nos atingir sem que
Ele tenha um propósito.
Satanás não é livre para nos atacar sem
que Deus lhe dê permissão e sem que Deus
tenha um propósito sublime na prova.
Nossas provações não vêm para nos destruir,
mas para fortalecer as musculaturas da nossa alma.
Mesmo quando a providência que no cerca é carrancuda,
Deus nos mostra Sua face benevolente.

Nosso Deus inspira canções de louvor nas noites escuras.
Ele abre rios no ermo, faz brotar água da
rocha e uma fonte de consolo de nossas feridas.
É Deus quem nos consola em nossas
angústias para consolarmos outros que estiverem
passando pelas mesmas aflições.
Nosso sofrimento é sempre pedagógico. 
Tem sempre um fim proveitoso.

Quando passamos pelo vale da dor,
precisamos olhar para a majestade de Deus,
e não para a profundidade das nossas feridas.
Se observarmos os ventos contrários e o rugido
da tempestade, naufragaremos;
mas, se fixarmos os olhos em Cristo,
caminharemos sobre as ondas revoltas.
Não podemos conhecer a nós mesmos
sem antes conhecer a Deus.
Quanto mais focamos em nós mesmos,
mais aflitos ficaremos e mais longe da verdade.
Quanto mais perto de Deus ficarmos,
mais entenderemos a nós mesmos e as
circunstâncias que nos cercam.

 Certa feita um garotinho perguntou ao pai:
“Papai, qual é o tamanho de Deus?
O pai, confuso com a intrigante pergunta do filho,
olhou para o céu e viu um avião a jato cruzando as alturas.
O pai então, perguntou ao filho:
Filho olhe para o céu e veja aquele avião.
Ele é pequeno ou grande?
O filho olhou e respondeu:
Pequeno papai, muito pequeno.
O pai imediatamente, levou o filho ao
aeroporto e mostrou-lhe um grande jumbo
estacionado no pátio e perguntou-lhe:
Filho qual o tamanho deste avião?
E o menino respondeu:
Grande, papai, muito grande.
O pai, então explicou ao filho:
Meu filho, é assim também com Deus.
Quando você está  longe de Deus,
Ele parece pequeno para você, mas,
quando você está perto de Deus,
ele se torna muito grande.
Quando olhamos para nossos problemas,
agigantamos nossa dor e apequenamos Deus;
mas, quando olhamos para a majestade de Deus,
nos sentimos pequenos, e nossa do se torna apenas
uma leve e momentânea tribulação.

Quando Jó compreendeu a majestade de Deus,
fez cinco descobertas magníficas que
mudaram o rumo de sua história.

Em primeiro lugar, Jó compreendeu a onipotência divina.
Então Jó respondeu ao Senhor: Bem sei que tudo Podes...
(Jó 42:1,2a)
Em segundo lugar, Jó compreendeu a soberania divina...
e nenhum dos Teus planos pode ser  impedido. (Jó 42:2b)
Em terceiro lugar, Jó compreendeu seu limitado conhecimento.
De fato falei do que não entendia,
coisas que me eram maravilhosas demais e eu não compreendia.
(Jó 42:3b)
Em quarto lugar, Jó compreende seu limitado
conhecimento de Deus.
Com os ouvidos eu tinha ouvido falar a Teu respeito;
mas agora os meus olhos Te veem. (Jó 42:5)
Em quinto lugar, Jó compreende a enormidade de seu pecado.
Por isso, me desprezo e me arrependo no pó e na cinza. (Jó 42:6)
Quanto mais perto de Deus estamos,
mais conhecemos a pecaminosidade de nosso coração.
As pessoas que mais choraram pelos seus pecados
não foram aquelas que mais acintosamente
pecaram contra Deus,
mas aquelas que mais perto de Deus andaram.
Quando  o homem está longe da luz,
não consegue ver as manchas e nódoas de seu pecado.
Mas, quando se está perto da luz, até mesmo a sujeira mais
discreta é percebida.

A restauração de Jó
A cura de Jó acontece quando o patriarca deixa
de se queixar, deixa de se defender  e
começa a orar pelos seus amigos.
Quando nos defendemos, o nosso foco
está concentrado em nós mesmos.
Quando oramos, nosso foca está na pessoa
que é alvo da nossa oração.

É impossível orar por alguém e continuar
magoado com essa pessoa, interceder por ela.
É impossível odiar alguém e sa pessoa ao mesmo tempo.  

Jesus Cristo foi enfático, quando ensinou:
Quando estiverdes orando, se tendes alguma
coisa contra alguém, perdoai,
para que também o vosso Pai que está no céus
vos perdoe as vossas ofensas. (Mc 11:25)
Deus restaura a saúde de Jó.
Aquele homem chagado recebe vigor.
Tornou-se um homem saudável, sem qualquer sequela.
Deus restaura os bens de Jó.
... Deus lhe deu o dobro do que possuía (Jó 42:10)
Deus restaura os filhos de Jó, teve mais dez filhos,
sete filhos e três filhas e teve a ventura de
ver os filhos de seus filhos, até a quarta geração. (Jó 42:16)

Deus restaura os amigos de Jó.
Jó intercedeu por eles, e Deus aceitou a sua oração,
restaurando a vida de seus amigos. (Jó 42:7-9)
Tudo quanto satanás intentou contra Jó, Deus reverteu.
Satanás queria macular o caráter de
Deus e afastar Jó de Deus.
O que ele conseguiu foi apenas colocar
Jó mais perto de Deus e deixar mais
atente a majestade divina.

Você é imortal até que Deus
cumpra em você os Seus propósitos.
Nada nem ninguém, nem agora nem no porvir,
pode nos separar do amor de Deus
que está em Cristo Jesus.
Estamos firmados e seguros Nele, e isso nos basta.”
 
                                               (Hernandes Dias Lopes)

Então, assim, terminamos este
estudo do livro “As Teses de Satanás”.
Espero em Deus, que tenha sido edificante para sua vida.
Que o Senhor Jesus lhe conceda paz, alegria e saúde,
neste mês de maio.
Que Deus lhe abençoe e guarde
e que você use os lindos dons que Deus lhe deu,
para fazer deste mundo, um lugar mais ameno e
melhor de se viver, respeitando a natureza e
tudo que nosso Criador colocou,
para que aqui pudéssemos viver com paz e
sempre nos acrescentando aquilo que precisamos,
na medida certa, sem deixar que nada nos falte,
nem espiritualmente, nem materialmente!

Graça e paz.
Angela.