"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama... Jesus te ama!!"

"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama...       Jesus te ama!!"

ATENÇÃO

OLÁ AMIGOS, MEU NOME É ANGELA, ESTE É UM TRABALHO INTERDENOMINACIONAL.
SOU EVANGELISTA E PROCURO CUMPRIR ESTA LINDA TAREFA DE LEVAR A PALAVRA DE DEUS ÀS PESSOAS, PARA HONRA E GLÓRIA DO NOME DO SENHOR JESUS.
ESTE BLOG SURGIU PELA SUGESTÃO DE UMA AMIGA, POIS, HAVIA ESCRITO UM LIVRO, E COMO NÃO TIVE A POSSIBILIDADE DE PUBLICÁ-LO, DEPOIS DE 5 ANOS GUARDADO, ELA ME SUGERIU EM 2010, COLOCÁ-LO EM UM BLOG.
FOI O QUE FIZ, O LIVRO É COMPOSTO DE CARTAS, AS QUAIS, IRÃO APARECER EMBAIXO NA TELA, POR SER UM BLOG E NÃO UM SITE.
PARA VISUALIZAR O LIVRO NA ÍNTEGRA, CLIQUE EM 2010.
ALÉM DAS CARTAS, POSTO O QUE EU ESCREVO OU DE OUTROS AUTORES, QUE LEIO E ACHO INTERESSANTE COMPARTILHAR.
QUE DEUS OS ABENÇOE MUITO!!!!!!!!
LEIA E COMPARTILHE!
GRAÇA E PAZ!
COM AMOR EM CRISTO JESUS,
ANGELA

Páginas

Arca de Noé... Arca da Aliança... JESUS ARCA DE AMOR!

Em Mt 24:12 está escrito: "E por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos". Se Deus é amor, e se o amor esfriar, o próprio Deus se esfriará nos corações. Que coisa terrível! Deus se esfriando em nossas vidas! Mas Ele disse de: "quase todos", ou seja haverá aqueles nos quais o amor, não se esfriará. Aleluia! Louvado seja Deus por isto. Então, este Blog, é uma tentativa de barrar este processo, não deixando que este amor se esfrie nunca. Pois, foi por amor que Ele morreu por mim e por ti. E nunca deixaremos de amá-Lo, nem aos Teus filhos. Amém

EXPLICAÇÃO DO TÍTULO

• No tempo do Antigo Testamento, o coração do homem se corrompeu de tal forma que Deus se arrependeu de tê-lo feito, pois este se tornou mau, olhando apenas o que os olhos podiam ver, esquecendo-se do que se passa no interior do ser humano, os sentimentos e virtudes.
E Deus achou em Noé um homem justo e o salvou e também a sua família ordenando-o a construir uma arca.

Chamada de
ARCA DE NOÉ.

• No tempo de Moisés, Deus ordenou que se fizesse uma caixa na qual estariam os Dez Mandamentos dentre outros itens, ela era de madeira de acácia revestida de ouro puro, ficava num lugar chamado Tabernáculo, dentro do Santo dos Santos e só os sacerdotes tinham acesso a ela, uma vez por ano, no Tabernáculo também se sacrificavam cordeiros, bodes, etc, pois, acreditavam que o sangue destes animais os purificava de pecados.

Esta arca se chamava, ARCA DA ALIANÇA.

• Mas, Aleluia! Deus enviou Seu Filho Unigênito para derramar Seu sangue para perdão dos pecados da humanidade inteira, “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, e de uma vez por todas, levou sobre Ele nossos pecados, não havendo mais necessidade de sacrifício de animais, e ao morrer, o véu que separava o Santo dos Santos do Tabernáculo, foi rasgado de alto a baixo, ou seja, isto significa, que o lugar em que se tinha acesso a Deus, uma vez por ano, e só o sacerdote poderia entrar, com o sacrifício de Jesus, todos os seres humanos, podem ter esse acesso à presença Dele, 24 horas por dia, o ano inteiro, como era desde o início da criação, quando o homem tinha plena comunhão e acesso a Deus. Ou seja, Jesus nos resgatou de volta ao nosso Criador. Restaura o coração corrompido pelo pecado e afastado de Deus, nos levando de volta a presença do Pai.

Onde a Arca da Aliança estivesse, aquele lugar era abençoado, pois, ela simbolizava a presença de Deus.
Com a morte e ressurreição de Jesus, ali em Pentecostes, o Espírito Santo foi derramado, sobre as pessoas, nos tornando esse templo (lugar de morada de Deus), e portanto, somos abençoados onde formos, pois, o Espírito Santo de Deus habita em nós.
" Deus nos amou de tal maneira que deu Seu filho Unigênito para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas, tenha vida eterna”. (Jo 3:16)
AMOU, foi por amor que Ele nos salvou, por isto, o título:
JESUS, ARCA DE AMOR!

****************************************************************
QUEM SOU EU
Meu nome é Angela, sou casada, tenho dois filhos, sou do estado de Minas Gerais, e, através de um chamado de Deus, trabalhei muitos anos, com pessoas com problemas diversos,
presidiários, etc.
Escrevendo cartas, com base evangelística para várias lugares do Brasil, hoje continuo escrevendo cartas específicas, para cada situação difícil do cotidiano das pessoas, dilemas com drogas, casamentos, depressão, enfermidades, perdas de entes queridos, etc.
Meu plano inicial, era publicar em um livro, as quase 300 páginas que eu havia escrito, mas, não foi possível, pelo alto custo.
Foi então, após estas cartas ficarem guardadas quase 5 anos, resolvi publica-las neste Blog.
O livro foi postado em 2010.
É só clicar lá.
Não recebo recursos financeiros por este trabalho, mas, creio que a recompensa vem do alto.
O que peço é a proteção para minha família, em especial meus filhos, marido...
São palavras, vindas do coração de Deus, pois, foi em lágrimas e lutas, que muitas delas escrevi.
Sou, apenas um instrumento nas mãos do Senhor, para levar a Palavra Dele.
Me formei em Administração (não exerço a profissão) e Teologia, além de estudar a Palavra de Deus, anos a fio, com lutas e provações.

Muitas coisas não coloco só como teoria, pois, várias senti na carne e no espírito, então foi experiência vivida, que Deus me permitiu passar, para ajudar quem estivesse passando pelos mesmos problemas.

O que procuro fazer, é ser fiel nas palavras que Deus coloca em meu coração, e faço o possível, para transmiti-las da forma mais coerente e eficaz possível.

Espero, que este Blog possa te ajudar a passar pelas lutas e dificuldades, possa também, levar a você a alegria e a paz que só Jesus pode dar e saber que por maior que seja a luta, você não está só, tem pessoas que (se você procurar uma igreja) te ajudarão em oração e o Senhor estará contigo para te livrar e te ajudar.

Deus lhe abençoe e saiba que você é muito amado por Deus.
Um grande abraço.
Com amor, em Cristo,
Angela.

Meu e-mail é: amserrap@yahoo.com.br
Dê sua sugestão, opinião, diga o que achou do Blog.
Para mim, é muito importante seu comentário.
Obrigada!







MENSAGENS DE EXORTAÇÃO

18 janeiro, 2016

VOLTE A SORRIR! - PARTE II - TER OU NÃO MATURIDADE?

Olá irmãos, graça e paz!
Gostaria neste mês de tratar de um assunto,
que diz respeito a todos nós.
Somos maduros ou somos crianças?
O que é maturidade?
Gostaria que você lesse até o final, pois,
no fim desta meditação conseguiremos
responder esta pergunta.

O apóstolo Paulo diz, que um cristão quando
ainda é um bebê na fé, deve ser alimentado com leite,
na medida que ele vai crescendo ele consegue
digerir alimentos mais sólidos.

“Leite vos dei de beber, não vos dei alimento sólido;
porque ainda não podíeis suportá-lo.
Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais.  
Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas,
não é assim que sois carnais e
 andais segundo o homem?”
(1Co 3:2-3)

Quando somos crianças, precisamos de
fantasias que cercam nossa mente.
Como crianças espirituais, ainda necessitamos
que o Senhor nos fale através de simbologias,
através de coisas, mas quando chegamos à
uma maturidade cristã, conseguimos discernir
as coisas espiritualmente, como elas são e não
como as crianças que fantasiam, precisam de algo
ficcional para que se faça entender.

Precisamos crescer espiritualmente e também
termos um crescimento emocional,
onde nos fortalecemos na fé e no espírito.
Não é fácil este crescimento,
as vezes dói, as vezes sofremos, mas,
tudo tem um fim, que é o nosso crescimento.
Paramos de ser chorões, pirracentos espirituais,
quando achamos que todos estão contra nós,
a auto comiseração, ou seja, sentir pena de si mesmo.

Amadurecer sem deixar de ter nosso lado criança,
pois, o Senhor Jesus disse que:
 “... aquele que não receber o reino de Deus
como uma criança, jamais entrará nele.” (Lc 18:17)

É muito importante este amadurecimento.

O autor do livro “Volte a Sorrir”,
Charles Swindoll, faz uma narração de maneira
bem clara, sobre como uma pessoa amadurece
e como identificar se uma pessoa
amadureceu ou ainda não.
Diz assim, então,
em mais esta parte do livro:

 “Eu gosto da pergunta feita certa vez por
Satchel Paige, a lenda do basquete:
“Quantos anos você teria se não soubesse
quantos anos tem?” .
Uma resposta sincera para esta pergunta
depende de um relacionamento sincero
das atitudes de quem responde.

Quanto mais eu vivo, mais me convenço
de que nossa maior batalha na vida não
é travada com a idade, mas com a maturidade.

Todos somos involuntariamente vítimas da primeira.
Não há escolha em relação a envelhecer.
Nosso desafio é a escolha entre crescer ou não.
Foi Jesus quem perguntou:
qual de vós poderá, com todos os seus cuidados,
 acrescentar um côvado à sua altura?” (Mt 6:25-31)

Em outras palavras, não gaste seu tempo
se preocupando com quão velho está ficando.
Idade é um fato.
Maturidade, por outro lado, é uma escolha.

Confesso que o processo de mudança
pode não ser fácil, mas muitos conseguiram,
e você também consegue.
 A pergunta certa não é “eu consigo?”
 e sim, “eu quero?”

Nosso amadurecimento está perto do topo da lista
na agenda de Deus para nós.
Ele menciona isso repetidas vezes em Sua Palavra:
Para que não sejamos mais como meninos inconstantes,
 levados em toda por todo vento de doutrina,
pelo engano dos homens que, com astúcia,
 enganam fraudulosamente.
 Antes, seguindo a verdade em caridade,
 cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.”
 (Ef 4:14-15)

“Deixando, pois, toda malícia, e todo engano,
 e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,
desejai afetuosamente, como meninos
novamente nascidos, o leite racional,
 não falsificado, para que, por ele, vades crescendo”.
 (1Pe2:1-2)

Mas o mantimento sólido é para os perfeitos,
 os quais, em razão do costume,
têm os sentidos exercitados para discernir tanto o
 bem como o mal.
 Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina
de Cristo, prossigamos até a perfeição,
 não lançando de novo o fundamento do
 arrependimento de obras mortas e de fé em Deus.”
(Hb 5:14-6.1)

Eu e você estamos envelhecendo.
Isso é automático.
 Contudo, não significa necessariamente que
estamos crescendo.
Quão importante é que cresçamos!
E isso não acontecerá,
a menos que controlemos nossas atitudes,
as quais nos levam para a direção certa.

Permita-me instá-lo a não alimentar sua mente
com pensamentos como:
“já estou velho demais para mudar”ou
“tendo passado por tudo o que já passei,
não há como mudar minhas atitudes”.
Errado!

Ninguém pode vencer uma corrida olhando
de contínuo para trás,
para onde estava.
Isso apenas desmoralizará, imobilizará
e por fim, paralisará.

Deus  é por nós.
 O objetivo Dele é que caminhemos em direção
à maturidade, a despeito de nossas falhas,
de nossos erros e dificuldades do passado.
Já vi muitos adultos, que pensavam
não poder mudar conseguindo ser transformados.

Portanto, não estou mais disposto a ficar sentado
permitindo que as pessoas permaneçam
presas ao passado pensando:
“ai de mim”.
Algumas das mudanças mais completas em minha
própria vida aconteceram na fase adulta.
Se pode acontecer comigo,
há uma esperança enorme para você.

A especialidade de Deus é trazer renovação
à nossa força, não lembretes de nossa fraqueza.
Aceite isso pela fé, ele está bem ciente
das suas fraquezas.
Ele apenas decide, de maneira soberana,
não parar por aí.

Elas se tornam a plataforma sobre a qual o
Senhor faz Sua melhor obra.
Anime-se!
Há grande esperança.
Você não será o primeiro  que Deus ajudou a
passar da puberdade para a maturidade.

O que é exatamente ser maduro?
Ser maduro é ser plenamente desenvolvido,
completo e “crescido”.
Tornar-se maduro é um processo de caminhar
em direção à vida adulta emocional e espiritual
de forma consistente.
Nesse processo, deixamos os hábitos infantis e
adolescentes e adoramos um estilo de vida em
que somos totalmente responsáveis por nossas
próprias decisões, motivações, ações e consequências.

Também observei que,
quando a maturidade está em andamento,
o equilíbrio substitui os extremos,
e uma confiança sóbria substitui sentimentos
apreensivos de insegurança.
Boas escolhas, substituem escolhas erradas.

Como a maturidade é expressa?
- Quando nossa preocupação com os outros
prevalece sobre nossa preocupação com nós mesmos;
- Quando detectamos a presença do mal ou do perigo
antes de ele se tornar evidente;
- Quando temos sabedoria e entendimento,
bem como conhecimento;
- Quando temos ideais sublimes,
mas também a disciplina de levá-los a cabo;
- Quando nossas emoções são fortalecidas com
responsabilidade e profundidade;
- Quando nossa consciência das necessidades
acompanha nossa compaixão e nosso envolvimento;
- Quando não somente entendemos uma tarefa,
como também temos a disposição
de permanecer nela até o fim;
- Quando temos disposição para mudar,
uma vez convencidos de que a correção foi devida;
- Quando temos a capacidade de crescer
espiritualmente por meio de um contato
independente com a Palavra de Deus.

Alguém resumiu isso nestas palavras:
“Maturidade é a capacidade de fazer um
serviço sob supervisão ou não,
terminar um serviço começado,
carregar dinheiro sem gastá-lo.
E, por fim, mas não menos importante,
a capacidade de suportar uma injustiça
sem querer revidar.” (Cory, 1977, p.200)”
                                Charles Swindoll
Espero que estas palavras tenham
falado ao seu coração, como disse no início,
crescer as vezes dói, mas Deus permite estes
“sofrimentos”, para o nosso crescimento e
salvação da nossa alma.

Conheço pessoas, novas em idade e maduras,
como conheço pessoas já avançadas em idade e
totalmente imaturas.

Quando colocamos nossa vida nas mãos do Senhor,
sabemos que:
 “Tudas as coisas coopera para o bem,
daqueles que amam a Deus,
daqueles que são chamados segundo
o Seu propósito”.
(Rm 8:28)

Que Deus o abençoe, bem como toda a sua família!
Não deixe de buscar a Deus, seja em oração, lendo
a Palavra de Deus, indo a igreja ou colocando uma
música que louve ao nosso Senhor.

Com amor,
em Cristo,

Angela