"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama... Jesus te ama!!"

"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama...       Jesus te ama!!"

ATENÇÃO

OLÁ AMIGOS, MEU NOME É ANGELA, ESTE É UM TRABALHO INTERDENOMINACIONAL.
SOU EVANGELISTA E PROCURO CUMPRIR ESTA LINDA TAREFA DE LEVAR A PALAVRA DE DEUS ÀS PESSOAS, PARA HONRA E GLÓRIA DO NOME DO SENHOR JESUS.
ESTE BLOG SURGIU PELA SUGESTÃO DE UMA AMIGA, POIS, HAVIA ESCRITO UM LIVRO, E COMO NÃO TIVE A POSSIBILIDADE DE PUBLICÁ-LO, DEPOIS DE 5 ANOS GUARDADO, ELA ME SUGERIU EM 2010, COLOCÁ-LO EM UM BLOG.
FOI O QUE FIZ, O LIVRO É COMPOSTO DE CARTAS, AS QUAIS, IRÃO APARECER EMBAIXO NA TELA, POR SER UM BLOG E NÃO UM SITE.
PARA VISUALIZAR O LIVRO NA ÍNTEGRA, CLIQUE EM 2010.
ALÉM DAS CARTAS, POSTO O QUE EU ESCREVO OU DE OUTROS AUTORES, QUE LEIO E ACHO INTERESSANTE COMPARTILHAR.
QUE DEUS OS ABENÇOE MUITO!!!!!!!!
LEIA E COMPARTILHE!
GRAÇA E PAZ!
COM AMOR EM CRISTO JESUS,
ANGELA

Páginas

Arca de Noé... Arca da Aliança... JESUS ARCA DE AMOR!

Em Mt 24:12 está escrito: "E por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos". Se Deus é amor, e se o amor esfriar, o próprio Deus se esfriará nos corações. Que coisa terrível! Deus se esfriando em nossas vidas! Mas Ele disse de: "quase todos", ou seja haverá aqueles nos quais o amor, não se esfriará. Aleluia! Louvado seja Deus por isto. Então, este Blog, é uma tentativa de barrar este processo, não deixando que este amor se esfrie nunca. Pois, foi por amor que Ele morreu por mim e por ti. E nunca deixaremos de amá-Lo, nem aos Teus filhos. Amém

EXPLICAÇÃO DO TÍTULO

• No tempo do Antigo Testamento, o coração do homem se corrompeu de tal forma que Deus se arrependeu de tê-lo feito, pois este se tornou mau, olhando apenas o que os olhos podiam ver, esquecendo-se do que se passa no interior do ser humano, os sentimentos e virtudes.
E Deus achou em Noé um homem justo e o salvou e também a sua família ordenando-o a construir uma arca.

Chamada de
ARCA DE NOÉ.

• No tempo de Moisés, Deus ordenou que se fizesse uma caixa na qual estariam os Dez Mandamentos dentre outros itens, ela era de madeira de acácia revestida de ouro puro, ficava num lugar chamado Tabernáculo, dentro do Santo dos Santos e só os sacerdotes tinham acesso a ela, uma vez por ano, no Tabernáculo também se sacrificavam cordeiros, bodes, etc, pois, acreditavam que o sangue destes animais os purificava de pecados.

Esta arca se chamava, ARCA DA ALIANÇA.

• Mas, Aleluia! Deus enviou Seu Filho Unigênito para derramar Seu sangue para perdão dos pecados da humanidade inteira, “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, e de uma vez por todas, levou sobre Ele nossos pecados, não havendo mais necessidade de sacrifício de animais, e ao morrer, o véu que separava o Santo dos Santos do Tabernáculo, foi rasgado de alto a baixo, ou seja, isto significa, que o lugar em que se tinha acesso a Deus, uma vez por ano, e só o sacerdote poderia entrar, com o sacrifício de Jesus, todos os seres humanos, podem ter esse acesso à presença Dele, 24 horas por dia, o ano inteiro, como era desde o início da criação, quando o homem tinha plena comunhão e acesso a Deus. Ou seja, Jesus nos resgatou de volta ao nosso Criador. Restaura o coração corrompido pelo pecado e afastado de Deus, nos levando de volta a presença do Pai.

Onde a Arca da Aliança estivesse, aquele lugar era abençoado, pois, ela simbolizava a presença de Deus.
Com a morte e ressurreição de Jesus, ali em Pentecostes, o Espírito Santo foi derramado, sobre as pessoas, nos tornando esse templo (lugar de morada de Deus), e portanto, somos abençoados onde formos, pois, o Espírito Santo de Deus habita em nós.
" Deus nos amou de tal maneira que deu Seu filho Unigênito para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas, tenha vida eterna”. (Jo 3:16)
AMOU, foi por amor que Ele nos salvou, por isto, o título:
JESUS, ARCA DE AMOR!

****************************************************************
QUEM SOU EU
Meu nome é Angela, sou casada, tenho dois filhos, sou do estado de Minas Gerais, e, através de um chamado de Deus, trabalhei muitos anos, com pessoas com problemas diversos,
presidiários, etc.
Escrevendo cartas, com base evangelística para várias lugares do Brasil, hoje continuo escrevendo cartas específicas, para cada situação difícil do cotidiano das pessoas, dilemas com drogas, casamentos, depressão, enfermidades, perdas de entes queridos, etc.
Meu plano inicial, era publicar em um livro, as quase 300 páginas que eu havia escrito, mas, não foi possível, pelo alto custo.
Foi então, após estas cartas ficarem guardadas quase 5 anos, resolvi publica-las neste Blog.
O livro foi postado em 2010.
É só clicar lá.
Não recebo recursos financeiros por este trabalho, mas, creio que a recompensa vem do alto.
O que peço é a proteção para minha família, em especial meus filhos, marido...
São palavras, vindas do coração de Deus, pois, foi em lágrimas e lutas, que muitas delas escrevi.
Sou, apenas um instrumento nas mãos do Senhor, para levar a Palavra Dele.
Me formei em Administração (não exerço a profissão) e Teologia, além de estudar a Palavra de Deus, anos a fio, com lutas e provações.

Muitas coisas não coloco só como teoria, pois, várias senti na carne e no espírito, então foi experiência vivida, que Deus me permitiu passar, para ajudar quem estivesse passando pelos mesmos problemas.

O que procuro fazer, é ser fiel nas palavras que Deus coloca em meu coração, e faço o possível, para transmiti-las da forma mais coerente e eficaz possível.

Espero, que este Blog possa te ajudar a passar pelas lutas e dificuldades, possa também, levar a você a alegria e a paz que só Jesus pode dar e saber que por maior que seja a luta, você não está só, tem pessoas que (se você procurar uma igreja) te ajudarão em oração e o Senhor estará contigo para te livrar e te ajudar.

Deus lhe abençoe e saiba que você é muito amado por Deus.
Um grande abraço.
Com amor, em Cristo,
Angela.

Meu e-mail é: amserrap@yahoo.com.br
Dê sua sugestão, opinião, diga o que achou do Blog.
Para mim, é muito importante seu comentário.
Obrigada!







MENSAGENS DE EXORTAÇÃO

03 março, 2016

A BUSCA CONSTANTE - PARTE I

Graça e paz, aos amados irmãos em Cristo.
Como sempre faço, quando leio algo que me 
agrada, divido com vocês.
Abaixo, vou colocar partes de um livro 
que li recentemente, cujo título é: 
A Busca Constante” 
de Marilyn Meberg:

“O tempo não brinca apenas com nosso corpo 
físico, mas também com nossa alma. 
A medida que envelhecemos, 
podemos refletir sobre as diversas vezes 
em que desejamos ter dito algo diferente 
ou vivido de outra maneira. 

No meu caso, esses desejos estão mais 
concentrados nas memórias sobre o modo 
como cuidarei de meus filhos, 
sempre apressada e sempre 
exigindo o mesmo deles.

Eu me lembro com uma pontada de culpa, 
quando meu filho Jeff, aos cinco anos de idade, 
disse que não gostava de meu relógio.
“Querido por que você não gosta do meu relógio?”
“Porque toda vez que olha pra ele, 
você manda eu me apressar”, ele respondeu.

Percebi a verdade de sua declaração. 
Eu era, e ainda sou, escrava do meu relógio. 
Na verdade, sou uma escrava do tempo. 

É triste a percepção de que continuo 
movida pelo mesmo velho imperativo interior: 
“Rápido! 
Você tem lugares para ir e coisas para fazer”. 
Ou “Se você não se apressar, vai chegar atrasada”. 
Isso realmente mexe comigo, 
porque gosto de ser pontual; 
quando estou atrasada, 
ou posso atrasar-me, fico tensa.

Uma preocupação excessiva com o tempo 
pode frustrar conexões significativas e impedir-nos 
de ver a oportunidade de ajudar pessoas.
Quando somos escravos do tempo, 
o telefonema de um amigo pode ser visto como 
uma interrupção inoportuna, pois desperdiça 
tempo de meu dia cuidadosamente planejado. 

Misericórdia! 
Isso pode fazer minha lista de afazeres me 
encarar ao final do dia, acusando-me: 
“Você não terminou’.
A passagem de 2 Pedro 2:19 (NTLH) 
me convence com estas palavras: 
Pois cada pessoa é escrava daquilo que a domina”.  
Uma vez que estou ciente do desagradável fato 
de que, muitas vezes, sou escrava do tempo, 
o que posso fazer para fugir de minha 
prisão em forma de relógio?

Jesus resumiu tudo naquilo que é conhecido 
como a regra de ouro; 
geralmente ela é citada como 
“Faça aos outros aquilo que gostaria 
que fizesse a você”, e baseia-se em Lucas 6:31.

Sem dúvida, se todas as pessoas do planeta 
seguissem essa regra, poderíamos aproveitar 
o nosso tempo em harmonia e paz. 
Porém, algumas delas estão “por fora”, 
e, consequentemente, a harmonia e a paz 
são bens raros na maioria das culturas.

Há um retorno pessoal definido quando 
“fazemos aos outros”. 
Faz bem entender a bondade além de nós mesmos. 
Acredito que temos um sistema de recompensa 
inata porque fomos projetados para realizar o 
bem pelos outros. 

Considero que Deus tenha incorporado aquele 
instinto em cada ser que criou, 
porque ceder a esse instinto é um bom 
uso de nosso tempo.

A maneira mais importante de usarmos 
nosso tempo com sabedoria está relacionada 
a outro instinto comum da humanidade: 
o desejo de acreditar em um ser ou um 
objeto que percebemos ser maior do que nós mesmos. 

Desde o início dos tempos, todas as culturas 
tiveram algum sistema de fé. 
O Deus de Santo Agostinho era o Deus da Bíblia, 
o Criador do céu e da terra e de todas as pessoas 
que viveram ou continuam a viver. 

Este Deus compartilha um desejo com Seu povo; 
Ele anseia por um relacionamento com cada ser. 
Agostinho escreveu a famosa frase sobre 
a intenção de Deus: 
“Deus, Tu nos criaste para si, 
e nosso coração ficará inquieto 
enquanto não repousar em ti”.

Como o tempo é crucial para a manutenção 
de um relacionamento, eu preciso determinar, 
em minha concepção de que não há tempo suficiente, 
separar um tempo para meu relacionamento com Deus. 

Deve ser um momento em que o telefone, 
a campainha, o jornal, o noticiário e qualquer outra 
coisa boa não me afastem de meu tempo com o Criador. 
Nos dias em que as distrações externas 
conseguem afastar-me do meu tempo com Deus, 
eu sofro um pouco. 

Não perco meu relacionamento, 
mas fico sem a riqueza que teria vivido do 
momento de silêncio de que abri mão. 

O Salmo 27:8 diz: 
Quando Tu disseste: 
Buscai o meu rosto, o meu coração te disse a ti: 
O teu rosto, SENHOR, buscarei”.

Como, então, devemos usar o nosso tempo nesta terra? 
Se você deseja aliviar a aparência 
do tempo com uma plástica no rosto,... vá em frente.
Que eu saiba, não há um versículo dizendo: 
“Aparenta a idade que tens”.
Porém, existem muitos versículos 
que nos incentivem a amar e a servir um ao outro, 
independente de termos tempo ou não.

E, além de amar e servir uns aos outros, 
há a admoestação: 
Amarás ao Senhor, teu Deus, 
de todo o teu coração, e de toda a tua alma, 
e de todo o teu pensamento.” (Mt 22:37). 

Esse é o supremo uso de nosso tempo.
Davi escreveu: 
Na verdade, todo homem anda como uma sombra; 
na verdade, em vão se inquietam; 
amontoam  riquezas e não sabem 
quem as levará (Sl 39:6). 

Assim, quando o salmista faz estas observações 
sobre o que puramente humano, 
sem qualquer consideração como que é divino, 
ele rapidamente direciona seu coração, 
passando da falta de sentido da vida humana 
para esperança pela vida humana, e conclui: 
Agora, pois, Senhor, que espero eu? 
A minha esperança está em Ti.” (v.7).
                     (Marylin Mebreg)

Todos sabemos, que na correria do nosso dia a dia, 
nossos afazeres diários, as vezes nos obriga a 
sermos escravos do tempo e as vezes nos 
esquecemos do mais importante, 
que é dedicarmos tempo a Deus e às pessoas que 
amamos, não apenas qualidade de tempo, mas uma quantidade.

Temos que vigiar e orar pedindo a Deus, 
que nos ajude a dedicarmos tempo com pessoas, 
de carne e osso e não apenas nas redes sociais, 
joguinhos, etc.

Talvez um vizinho, um parente, um colega, 
filho, marido, esposas (carentes de atenção)... 
precisam de tempo, carinho, afeto...
Tenho para mim que a depressão, 
é uma carência de atenção, reconhecimento, 
gratidão, tão grande que se torna tão insuportável,
que se torna uma depressão.

Que Deus nos ajude a ter tempo para Ele também, 
para alimentarmos nosso espírito,
como alimentamos nossa carne,
pois, alimentar o espírito requer de nós também, tempo.

Espero que você tenha sido edificado
por estas palavras, as quais disponibilizei meu “tempo”,
para deixá-las para ti e faço com grande alegria e temor,
pois, é uma ordenança do Senhor
e a Ele toda glória e louvor.

Deus lhes abençoe!
Graça e paz!
Angela.