"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama... Jesus te ama!!"

"Ele está de braços abertos a lhe esperar, Ele está a lhe dizer, que o ama...       Jesus te ama!!"

ATENÇÃO

OLÁ AMIGOS, MEU NOME É ANGELA, ESTE É UM TRABALHO INTERDENOMINACIONAL.
SOU EVANGELISTA E PROCURO CUMPRIR ESTA LINDA TAREFA DE LEVAR A PALAVRA DE DEUS ÀS PESSOAS, PARA HONRA E GLÓRIA DO NOME DO SENHOR JESUS.
ESTE BLOG SURGIU PELA SUGESTÃO DE UMA AMIGA, POIS, HAVIA ESCRITO UM LIVRO, E COMO NÃO TIVE A POSSIBILIDADE DE PUBLICÁ-LO, DEPOIS DE 5 ANOS GUARDADO, ELA ME SUGERIU EM 2010, COLOCÁ-LO EM UM BLOG.
FOI O QUE FIZ, O LIVRO É COMPOSTO DE CARTAS, AS QUAIS, IRÃO APARECER EMBAIXO NA TELA, POR SER UM BLOG E NÃO UM SITE.
PARA VISUALIZAR O LIVRO NA ÍNTEGRA, CLIQUE EM 2010.
ALÉM DAS CARTAS, POSTO O QUE EU ESCREVO OU DE OUTROS AUTORES, QUE LEIO E ACHO INTERESSANTE COMPARTILHAR.
QUE DEUS OS ABENÇOE MUITO!!!!!!!!
LEIA E COMPARTILHE!
GRAÇA E PAZ!
COM AMOR EM CRISTO JESUS,
ANGELA

Páginas

Arca de Noé... Arca da Aliança... JESUS ARCA DE AMOR!

Em Mt 24:12 está escrito: "E por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos". Se Deus é amor, e se o amor esfriar, o próprio Deus se esfriará nos corações. Que coisa terrível! Deus se esfriando em nossas vidas! Mas Ele disse de: "quase todos", ou seja haverá aqueles nos quais o amor, não se esfriará. Aleluia! Louvado seja Deus por isto. Então, este Blog, é uma tentativa de barrar este processo, não deixando que este amor se esfrie nunca. Pois, foi por amor que Ele morreu por mim e por ti. E nunca deixaremos de amá-Lo, nem aos Teus filhos. Amém

EXPLICAÇÃO DO TÍTULO

• No tempo do Antigo Testamento, o coração do homem se corrompeu de tal forma que Deus se arrependeu de tê-lo feito, pois este se tornou mau, olhando apenas o que os olhos podiam ver, esquecendo-se do que se passa no interior do ser humano, os sentimentos e virtudes.
E Deus achou em Noé um homem justo e o salvou e também a sua família ordenando-o a construir uma arca.

Chamada de
ARCA DE NOÉ.

• No tempo de Moisés, Deus ordenou que se fizesse uma caixa na qual estariam os Dez Mandamentos dentre outros itens, ela era de madeira de acácia revestida de ouro puro, ficava num lugar chamado Tabernáculo, dentro do Santo dos Santos e só os sacerdotes tinham acesso a ela, uma vez por ano, no Tabernáculo também se sacrificavam cordeiros, bodes, etc, pois, acreditavam que o sangue destes animais os purificava de pecados.

Esta arca se chamava, ARCA DA ALIANÇA.

• Mas, Aleluia! Deus enviou Seu Filho Unigênito para derramar Seu sangue para perdão dos pecados da humanidade inteira, “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, e de uma vez por todas, levou sobre Ele nossos pecados, não havendo mais necessidade de sacrifício de animais, e ao morrer, o véu que separava o Santo dos Santos do Tabernáculo, foi rasgado de alto a baixo, ou seja, isto significa, que o lugar em que se tinha acesso a Deus, uma vez por ano, e só o sacerdote poderia entrar, com o sacrifício de Jesus, todos os seres humanos, podem ter esse acesso à presença Dele, 24 horas por dia, o ano inteiro, como era desde o início da criação, quando o homem tinha plena comunhão e acesso a Deus. Ou seja, Jesus nos resgatou de volta ao nosso Criador. Restaura o coração corrompido pelo pecado e afastado de Deus, nos levando de volta a presença do Pai.

Onde a Arca da Aliança estivesse, aquele lugar era abençoado, pois, ela simbolizava a presença de Deus.
Com a morte e ressurreição de Jesus, ali em Pentecostes, o Espírito Santo foi derramado, sobre as pessoas, nos tornando esse templo (lugar de morada de Deus), e portanto, somos abençoados onde formos, pois, o Espírito Santo de Deus habita em nós.
" Deus nos amou de tal maneira que deu Seu filho Unigênito para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas, tenha vida eterna”. (Jo 3:16)
AMOU, foi por amor que Ele nos salvou, por isto, o título:
JESUS, ARCA DE AMOR!

****************************************************************
QUEM SOU EU
Meu nome é Angela, sou casada, tenho dois filhos, sou do estado de Minas Gerais, e, através de um chamado de Deus, trabalhei muitos anos, com pessoas com problemas diversos,
presidiários, etc.
Escrevendo cartas, com base evangelística para várias lugares do Brasil, hoje continuo escrevendo cartas específicas, para cada situação difícil do cotidiano das pessoas, dilemas com drogas, casamentos, depressão, enfermidades, perdas de entes queridos, etc.
Meu plano inicial, era publicar em um livro, as quase 300 páginas que eu havia escrito, mas, não foi possível, pelo alto custo.
Foi então, após estas cartas ficarem guardadas quase 5 anos, resolvi publica-las neste Blog.
O livro foi postado em 2010.
É só clicar lá.
Não recebo recursos financeiros por este trabalho, mas, creio que a recompensa vem do alto.
O que peço é a proteção para minha família, em especial meus filhos, marido...
São palavras, vindas do coração de Deus, pois, foi em lágrimas e lutas, que muitas delas escrevi.
Sou, apenas um instrumento nas mãos do Senhor, para levar a Palavra Dele.
Me formei em Administração (não exerço a profissão) e Teologia, além de estudar a Palavra de Deus, anos a fio, com lutas e provações.

Muitas coisas não coloco só como teoria, pois, várias senti na carne e no espírito, então foi experiência vivida, que Deus me permitiu passar, para ajudar quem estivesse passando pelos mesmos problemas.

O que procuro fazer, é ser fiel nas palavras que Deus coloca em meu coração, e faço o possível, para transmiti-las da forma mais coerente e eficaz possível.

Espero, que este Blog possa te ajudar a passar pelas lutas e dificuldades, possa também, levar a você a alegria e a paz que só Jesus pode dar e saber que por maior que seja a luta, você não está só, tem pessoas que (se você procurar uma igreja) te ajudarão em oração e o Senhor estará contigo para te livrar e te ajudar.

Deus lhe abençoe e saiba que você é muito amado por Deus.
Um grande abraço.
Com amor, em Cristo,
Angela.

Meu e-mail é: amserrap@yahoo.com.br
Dê sua sugestão, opinião, diga o que achou do Blog.
Para mim, é muito importante seu comentário.
Obrigada!







MENSAGENS DE EXORTAÇÃO

03 abril, 2016

A BUSCA CONSTANTE - PARTE II

A seguir, digitei a Parte II de alguns trechos
 do livro A Busca Constante de Marylin Meberg.
Esta segunda parte fala sobre o que realmente 
dá sentido a vida, será se é o que temos, 
o que adquirimos ao longo da nossa história,
 como patrimônio?

Diz assim então:
“Salomão autor de Eclesiastes, 
disse que já não tinha mais o desejo de 
encontrar sentido em Deus. 
Ele sabia que o Senhor o criara para 
amá-lo, mas, aos poucos, 
Salomão rejeitou o Deus de sua juventude e, 
cada vez mais, rebaixou-se a uma 
vida ímpia de hedonismo.

Quando Davi morreu, 
Salomão se tornou o terceiro e 
último rei do reino de Israel unido. 
Ele difundiu o reino de sua maior 
extensão geográfica e em 
prosperidade material. 

Por meio de uma série de pactos 
de casamento, uma dos quais era 
com a filha do rei do Egito, 
Salomão ficou cada vez mais rico. 
As mulheres eram um grande ponto 
fraco dele, e , aos poucos, ele abriu 
mão de seu amor por Deus, 
a fim de satisfazer os desejos 
de suas esposas pagãs. 

O livro de Eclesiastes é como um 
diário da opulenta e poderosa 
vida de Salomão. 
É também um livro sobre o desespero 
da falta de sentido em suas conquistas pessoais. 
Leia estas palavras bastante citadas, 
que se encontram no capítulo de abertura do livro:

“Que grande inutilidade!diz: 
Que grande inutilidade! 
Nada faz sentido!”
O que o homem ganha com todo o seu 
trabalho em que tanto se esforça debaixo do sol? 
Gerações vêm e gerações vão, 
mas a terra permanece para sempre. 
O sol se levanta e so sol se põe, 
e depressa volta ao lugar de onde se levanta. 
O vento sopra para o sul e vira para o norte; 
dá voltas e voltas, seguindo sempre o seu curso. 
Todos os rios vão para o mar, contudo , 
o mar nunca se enche; ainda que sempre 
corram para lá, para lá voltam a correr. 
Todas as coisas trazem canseira.
O homem não é capaz de descrevê-las; 
os olhos nunca se saciam de ver, 
nem os ouvidos de ouvir. 
O que foi tornará a ser, o que foi feito 
se fará novamente; 
não há nada novo debaixo do sol. 
Haverá algo de que se posa dizer: 
“Veja! Isto é novo!”? 
Não! Já existiu há muito tempo, 
bem antes de nossa época. 
Ninguém se lembra dos que viveram na antiguidade, 
e aqueles que ainda virão tampouco serão 
lembrados pelos que vierem depois deles.
(Eclesiastes 1:2-11 NVI)

Após estes pensamentos de abertura, 
ele faz uma denúncia de tudo o mais 
que humanidade, em geral, 
considera valioso: sabedoria, prazer, 
poder, trabalho, sexo e dinheiro. 
"Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente; 
quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito 
com os seus rendimentos. 
Isso também não faz sentido. (Ec 5:10 NVI)

Aparentemente, Salomão, percebendo que nada 
em sua vida fazia sentido, concluiu que a solução 
era comer, beber e encontrar a mínima satisfação 
durante os poucos dias de vida que Deus lhe concedera. 
Então, após expressar a sua desilusão por 
11 capítulos, ele pereceu voltar-se a seu antigo 
ancoradouro espiritual. 

Ele concluiu seus pensamentos no capítulo 12 dizendo: 
Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude 
(v.1 NVI) e 
Tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos, 
porque isso é o essencial para o homem.”(v.13 NVI)

Possivelmente, Salomão chegou a concordar 
com as palavras de seu pai, 
as quais citamos anteriormente:
 “em vão se inquietam; amontoam riquezas e 
não sabem quem as levará [...] 
a minha esperança está em Ti”. (Sl 39:6-7)

Por que a busca por sentido é um desejo universal, 
e por que quem o busca muitas vezes é 
encoberto pelo desespero? 
A resposta a estas perguntas pode ser encontrada 
na definição da palavra sentido. 
Uma das definições é “aquilo que percebemos 
como significado interno de algo”.
Se algo ocupa nosso tempo, dita nosso 
cotidiano e estabelece a estrutura de nossa existência, 
deve haver um significado interior nele.

Salomão também precisou redirecionar seu foco, 
que estava em satisfazer seus desejos por bens 
materiais, para uma compreensão de como 
Deus provê significado interno. 

Ele criou cada um de nós com o profundo 
potencial de vivenciar uma vida interior rica, 
e de almejarmos aquilo para o qual fomos criados. 

Em Gênesis, lemos que Deus soprou o fôlego 
de vida em Sua criação (Gn2:7), e isso inclui o espírito da vida. 
Esse espírito incutido por Deus dentro de nós, 
nos faz desejar viver por algo que está além 
de nossas necessidades externas. 

Fomos criados para viver por algo além de nós mesmos. 
Fomos criados para viver por aquilo que beneficia 
outras pessoas. 

Lembre-se, quando perguntaram a Jesus qual  
é o mandamento mais importante das Escrituras, 
Ele respondeu:
E Jesus disse-lhes: Amarás o Senhor, teu Deus, 
de todo o teu coração, e de toda a tua alma, 
e de todo o teu pensamento. 
Este é o primeiro e grande mandamento. 
E o segundo, semelhante a este, é: 
Amarás o teu próximo como  a ti mesmo. 
Desses dois mandamentos dependem 
toda a lei e os profetas.”(Mateus 22:37-40)

Nesses versículos registrados por Mateus, 
Jesus resumiu o significado interno, 
que fornece sentido para a nossa existência. 
Mas, é tão simples assim? 
Sim, é simples mesmo.

A resposta, para cada um de nós, 
é amar primeiro Deus e depois amar o próximo. 
Se fugirmos a esta ordem, retirando a prioridade 
de amar a Deus em primeiro lugar, 
é possível que caiamos em uma “vida de boas obras” 
que é apenas uma extensão da nossa benevolência. 

Podemos trabalhar incansavelmente para 
beneficiar outros, e ainda assim perder o 
sentido que deveríamos ter. 
Mas, quando fazemos boas obras em nome 
de Deus e de nosso amor por Ele, 
transcendemos a nós mesmos. 

Então, nossa motivação passa a concentrar-se em Deus. 
Ele é o significado interno que dá sentido a todos nós.

Tenho uma amiga que encontra um sentido prazeroso 
em fazer tricô . ela trabalhou como diretora  de uma escola... 
por causa de vários problemas de saúde, minha amiga 
ficou confinada em casa por anos. 
Essa mulher, que antes tinha sentido em seu trabalho 
como genial educadora e administradora, 
agora sentido em tricotar cobertores de bebê, 
blusas e qualquer outra coisa que exija o barulho das agulhas.

Pessoas que moram com mães solteiras e em 
abrigos para mulheres e crianças maltratadas encontram 
conforto, calor e beleza na obra das mãos de minha amiga. 
Ela ama seus vizinhos e contra sentido e significado interior, 
apesar dos problemas de saúde.
Salomão poderia dizer:
“Desista, pois a vida não tem sentido”.
Porém, Jesus refuta todos esse pensamentos
desesperadores com as seguintes palavras:
Eu Sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida. 
Ninguém vem ao Pai senão por mim e Eu vim 
pra que tenham vida e a tenham em abundância. 
(Jo 14:6; 10:10).
A vida abundante que Cristo nos oferece
é um alívio para nossa incerteza, busca e desespero.
Ter uma vida abundante significa descansar
na paz do amor de Deus, que é maior de que a vida.
Uma vez que o sentido da vida é conhecer e
amar a Deus, e depois amar o próximo,
nosso propósito se limita à
compreensão de nossos dons e de como,
quando e onde Deus quer usá-los.
A pergunta inevitável e mais frequente
que fiz ao longo das etapas da minha vida foi:
“Deus, o que o Senhor acha?”
Jesus respondeu, especificamente,
a essa pergunta no Sermão do Monte:
"Por isso, não andeis cuidadosos quanto a vossa vida, 
pelo que hábeis de comer ou pelo que haveis de beber; 
nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. 
Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo, 
mais do que a vestimenta? [...] 
E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, 
acrescentar um côvado à sua estatura? [...] 
Mas buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, 
e todas essas coisas vos serão acrescentadas. 
Não vos inquieteis , pois, pelo dia de amanhã, 
porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. 
Basta a cada dia o seu mal." 
(Mateus 6:25, 27, 33, 34)
Jesus disse que a ansiedade demonstra
falta de confiança na provisão de Deus pra nós,
tanto no presente como no futuro.
Mas, como resolver as questões de como, quando e onde?

Até aprender sobre o desígnio soberano de Deus
para a minha vida e meu propósito,
minha tendência era ficar ansiosa. 
“E se eu baguncei minha vida tomando decisões erradas?
E se eu não orei o suficiente?
Mas a minha ansiedade finalmente diminuiu
quando estudei a Palavra de Deus,
e compreendi versículos como estes:

"Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho, 
nem do homem que caminha, o dirigir os seus passos."
Jeremias 10:23
Muitos propostos há no coração do homem, 
mas o conselho do Senhor permanecerá.
Provérbios 19:21
Então posso deixar de ser ansiosa,
confiando em que Deus sabe exatamente como
Ele pretende “desenvolver-me”,
bem como a forma como me usará em Seus propósitos.
Então, quando eu fizer um plano,
e a porta se fechar para ele, eu lembrarei:
o conselho do SENHOR permanecerá.

Eu também me lembro de outra verdade que gera  paz:
"E da mesma maneira também o Espírito ajuda 
as nossas fraquezas; porque não sabemos o que 
havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito 
intercede por nós com gemidos inexprimíveis. 
E aquele que examina os corações sabre qual é 
a intenção do Espírito; 
e é Ele que segundo Deus  intercede pelo santos. 
E sabemos que todas as coisas contribuem 
juntamente para o bem daqueles que ama a Deus, 
daqueles que são chamados por seu decreto."
Romanos 8:26-28
Livre-se da necessidade de controlar todas as coisas,
e comprometa-se a entregar o controle de tudo a Deus.
Você saberá que se livrou da necessidade de controlar
quando perceber que está preocupando-se menos.

Descanse na confiança do Salmo 32:8:
Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir.

Lembre-se de que o Pai segura você com ternura,
e Ele nunca o soltará.
Deus conhece você e chama-o pelo nome.”
(Marilyn Meberg)
Então, amados irmãos,  espero que vocês
tenham sido edificados com estas palavras, como eu fui.
O verdadeiro sentido da vida, está não nas coisas que temos,
mas, no que fazemos para ajudar um pouco o nosso próximo,
pois, nada levaremos daqui, senão o que fizemos de bom a alguém.
Que Deus nos abençoe e que esta nossa busca
constante, tenha sentido e porquê, em Deus.
Graça  e paz!
Angela.